Tiroteios diminuem no Estado, mas mortes crescem em julho

Pedro Conforte –

Uma média de 21 tiroteios por dia foram registrados em julho, segundo a plataforma Fogo Cruzado. Apesar dos números altos, houve queda na comparação com o mesmo mês de 2018. A cidade do Rio concentrou o maior número de relatos neste ano, com 441, mas São Gonçalo e Niterói fecharam as primeiras posições logo atrás, com 67 e 46 tiroteios, respectivamente. Ao todo, 157 pessoas morreram e 124 ficaram feridas no último mês no Estado, um aumento de 50% no número de mortos em comparação com o mesmo período do ano passado.

Foram 667 tiroteios em todo território fluminense, sendo que desse total 123 foram registrados no Leste Fluminense. Tanto em São Gonçalo quanto em Niterói houve ligeira queda nos tiroteios, na comparação com julho do ano passado, passando de 69 para 67 em São Gonçalo e de 50 para 46 em Niterói. Apesar da queda, neste ano as cidades subiram uma posição, pois neste período em 2018 São Gonçalo estava em terceiro e Niterói estava em quarto no ranking da plataforma Fogo Cruzado. No comparativo com junho houve aumento de quase 16% nos registros em São Gonçalo, enquanto Niterói reduziu 12%.

Outro informação que a plataforma chama a atenção é que este mês houve um aumento de 112% no número de mortos em casos com três ou mais civis mortos em uma mesma situação na Região Metropolitana, em comparação com o mesmo período de 2018: foram 11 casos que deixaram 36 mortos no total. Em 8 casos havia presença policial. Em julho do ano passado foram 4 casos, com 17 mortos no total. Em 3 destes havia presença policial.

Em julho, houve uma queda de 11% no número de vítimas de bala perdida no Grande Rio. Foram 16 baleados: 5 morreram e 11 ficaram feridos. No mesmo período de 2018, foram 18 baleados: 2 morreram e 16 ficaram feridos.

Na Região Metropolitana, 2 crianças (até 12 anos incompletos) e 3 idosos (acima de 60 anos) foram baleados no mês passado, sendo que 1 criança e 1 idoso morreram. No mesmo período de 2018, foram 1 criança, 8 adolescentes (de 12 anos até 18 anos incompletos) e 4 idosos baleados. Destes, 3 adolescentes e 2 idosos morreram. Entre os casos deste ano está o de Luiz Sergio de Menezes, de 68 anos, vítima de bala perdida quando seguia para o trabalho, no Rocha, em São Gonçalo, no dia 10 de julho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *