Time de vôlei brasileiro é deportado da Bélgica após casos de Covid-19

A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) está sendo acusada de ter sido irresponsável com as atletas da seleção feminina sub-20. Duas jogadoras testaram positivo para Covid-19, não foram isoladas do time e toda a seleção foi deportada da Bélgica dias antes do campeonato. A denúncia foi por parte de familiares das atletas que fazem parte da seleção feminina sub-20 da confederação.

Duas jogadoras teriam sido cortadas do campeonato entre os dias 9 e 18 de julho na Holanda e na Bélgica. Istefani que testou positivo para Covid-19 no CBV e a Jaque (do Minas) que também foi infectada e era companheira de quarto de Istefani. O novo técnico Hairton Cabral teria chamado novamente a levantadora Isis Simonetti e a ponteira Emanuelle dos Santos de Moura para assumirem o lugar de Istefani e Jaque. A CBV pontuou que antes da partida do Brasil, uma atleta testou positivo em Saquarema (RJ) e, embora a sua colega de quarto não tenha testado positivo, a CBV julgou pertinente desligar as duas e em seus lugares reconvocar as substitutas.

O time viajou para Lisboa e de lá iria para Bruxelas, na Bélgica, mas não tinha autorização para entrar no país. Três jogos estavam agendados contra o time da casa, além de um quarto jogo contra a Itália no final de semana.

Após a Federação da Bélgica saber que o time brasileiro não estava legal no país e não estava vacinado, pediu a saída do grupo do país e o time foi deportado. Comissão e atletas foram para a Holanda e aguardam os próximos passos sobre o próximo destino.

A (CBV) esclareceu que não houve qualquer deportação de atleta da seleção brasileira sub-20 feminina de vôlei. Após apresentar todos os protocolos de testes da delegação em Lisboa, Portugal, o Brasil entrou na Bélgica com carta convite da Federação local. Estão todos bem acomodados, em um dos melhores Centros de Treinamento existentes, na Holanda, que será a sede da chave do Brasil. A CBV reafirma que tomou todas as medidas necessárias e protocolares preventivas para a viagem e em relação a Covid-19. Todas as atletas integrantes da equipe e os membros da comissão que técnica que estão na Europa testaram negativo para a Covid-19 antes do embarque no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.