Terceirizados cobram salário e benefícios atrasados em Niterói

Raquel Morais –

Um grupo de cerca de 70 funcionários da empresa Nova Local Rio, que presta serviços para a Empresa Municipal de Urbanização, Saneamento e Moradia (Emusa), fez uma manifestação nesta quinta-feira (21) – em frente à Prefeitura de Niterói, no Centro. O grupo reivindicou o pagamento do décimo terceiro salário, que estava atrasado, e o acerto dos vales transporte e alimentação. Segundo o grupo, os tíquetes estão atrasados há quatro meses.

Os funcionários protestaram de forma pacífica, apenas chamando atenção para a categoria com palavras de ordem e faixas. A Polícia Militar interditou uma faixa de rolamento da Rua Visconde de Sepetiba, o que prejudicou o trânsito nas primeiras horas da manhã. Agentes da Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans) ajudaram no trânsito do entorno, como na Avenida Ernani do Amaral Peixoto e Rua da Conceição. A Guarda Municipal também prestou apoio, impedindo a entrada dos trabalhadores na administração municipal.

A Nova Local Rio foi procurada para comentar o caso, mas nenhum responsável pela empresa foi encontrado. Já a Prefeitura de Niterói informou em nota que não tem relação patronal com os manifestantes e reitera que está com todos os pagamentos em dia com a Nova Local Rio e com todas as outras empresas prestadoras de serviços e fornecedores. Os salários dos funcionários municipais também estão em dia e o 13º salário deste ano, inclusive, já foi pago em duas parcelas, a primeira em junho e a segunda na última segunda-feira, dia 18 de dezembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + 14 =