Terceira via na BR 101 dará mais fluidez ao tráfego

O infográfico do estudo técnico apresentado pela Autopista Fluminense à Agencia Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) para a construção do novo contorno de Itaboraí e a terceira faixa entre os trechos de Tanguá e Rio Bonito e entre a Avenida do Contorno, em Niterói, e Manilha, em Itaboraí, vai ampliar a capacidade da via em 50%, passando dos atuais 100 mil veículos para 150 mil.

A via, que liga a Ponte Rio-Niterói ao trecho Niterói-Manilha da BR-101, é o principal acesso à Região dos Lagos. Com as obras e a utilização do canteiro central, a rodovia passará a ter três pistas e acostamento que, em dias de grande movimento, poderá ser usado como uma quarta pista com autorização da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo a Autopista Fluminense, as obras aguardam manifestação da agência sobre a sua aprovação para terem início e a expectativa é que pode ser anunciada ainda este ano. A duplicação da BR-101 é muito esperada pela população e vai acabar com boa parte dos engarrafamentos na via.

Segundo estudo da Autopista, o projeto vai ampliar a capacidade da via em 50%. “Por esse trecho que é crítico, após a conclusão da ampliação da Avenida do Contorno até o bairro de Manilha, em Itaboraí, vão circular diariamente cerca de 150.000 veículos. Essa obra promoverá a necessária fluidez ao tráfego e promoverá condições mais seguras de trafegabilidade aos usuários”, realça o diretor-superintendente Odílio Ferreira.

Ele confirma que o projeto executivo permanece com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), mas ainda este ano já deve recebê-lo novamente para finalmente tirá-lo do papel. “O sucesso da ampliação na Avenida do Contorno é um exemplo de melhora na segurança e na fluidez a ser seguido na Niterói-Manilha”, aponta.

O prefeito Rodrigo Neves (PV), em recente encontro com os prefeitos de São Gonçalo, José Luiz Nanci (PPS) e Itaboraí, Dr. Sadinoel (PMB) disse que a ampliação vai ajudar e muito a mobilidade urbana de Niteroi e disse que tem agenda de encontros com o responsável da autopista para tratar sobre o assunto. “Niterói tem maior interesse nestas obras, por isso vamos ajudar”, afirmou Rodrigo Neves.

Já Nanci vê na duplicação a oportunidade de levar qualidade de vida para a população gonçalense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − quatro =