Tentativa de sequestro em Icaraí termina com PM preso

Uma misteriosa tentativa de sequestro intrigou moradores de Icaraí, Zona Sul de Niterói, na manhã desta segunda-feira (20). Um jovem foi abordado da Rua Joaquim Távora e tentou se esconder em uma banca de jornais, mas acabou levado por um grupo de cinco homens. Em seguida, ainda não se sabe como, a vítima escapou e conseguiu se salvar sem ferimentos graves.

Toda a ação foi flagrada por uma câmera de segurança da banca de jornal. Enquanto um cliente fazia uma compra, a vítima tenta se esconder no local enquanto é perseguida por um homem vestindo roupas pretas e boné. Mais tarde, a polícia confirmou que o suspeito é um policial militar. O jovem, que não teve o nome divulgado, chegou a pedir por socorro.

A filmagem dura pouco mais de 3 minutos. Após intensa luta corporal, a vítima acaba imobilizada e levada pelo homem. Populares acionaram policiais do programa Segurança Presente. Após ficarem sabendo do episódio, os agentes iniciaram buscas pelo carro, modelo Renault Sandero, onde o policial militar e outros quatro homens estariam levando a vítima. O automóvel foi abordado na Avenida Roberto Silveira.

O jovem foi localizado cerca de 40 minutos após a confusão e não estava mais no veículo. Ainda de acordo com os agentes do Segurança Presente, o jovem foi localizado por outra equipe policial, em outro ponto do bairro, e conduzido à 77ª DP (Icaraí) para registrar boletim de ocorrência. À polícia, ele afirmou que estava junto a um amigo no local do crime quando os ocupantes do Sandero foram a seu encontro e começaram a agredi-lo sem motivo aparente.

Após a abordagem ao veículo, os suspeitos foram levados à 76ª DP (Niterói), central de flagrantes onde foi registrado o caso. Depois, a vítima também foi levada à delegacia, que fica no Centro da cidade. Ainda não há informações precisas sobre o que motivou a briga, mas, segundo a Polícia Civil, os envolvidos são da Zona Oeste do Rio de Janeiro do Rio de Janeiro e afirmaram terem vindo a Niterói para “resolver uma pendência com a vítima, sem esclarecer exatamente do que se tratava”.

A distrital irá investigar o caso. Durante revista, um revólver foi encontrado com PM. O policial militar acabou preso em flagrante e conduzido á Unidade Prisional da Polícia Militar (UPPM), em Niterói. Em sua carteira funcional, constava que ele estava inapto a ter porte de armas. À polícia, ele revelou que é lotado no 41º BPM (Irajá) e estava respondendo a crime funcional no Conselho de Exclusão da PM.

Outro fato que chamou a atenção dos investigadores é que todos os suspeitos estavam vestindo roupas na cor preta. A vítima realizou exame de corpo de delito, prestou depoimento e foi liberada. Os demais envolvidos na ação também foram ouvidos, autuados por “ofender a integridade corporal” e também liberados. Na ação, também foras apreendidos três máscaras, três isqueiros, três tesouras, dois celulares e um cigarro assemelhado à maconha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.