Tensão no Complexo do Estado

Augusto Aguiar –

Após várias denúncias sobre o clima tenso nas comunidades que compõem o chamado Complexo do Estado – morros do Estado, Arroz, e Chácara –, principalmente após a invasão dos pontos de venda de entorpecentes pela facção criminosa Comando Vermelho (CV), que tomou o controle de rivais do TCP (Terceiro Comando Puro), a PM montou uma operação, na manhã desta terça-feira (29), que resultou na prisão de dois acusados e apreensão de outros dois adolescentes infratores. Os quatro são apontados por integrarem o grupo invasor na localidade.

A PM confirmou que, coincidentemente, há pouco mais de uma semana, por ocasião da invasão e tomada do controle do tráfico, moradores, que preferem não ser identificados com medo de represálias, denunciaram várias ameaças feitas por traficantes. “Já houve relato até de traficante que atirou na direção de moradores. Tá tenso o clima por lá”, afirmou um policial.

Após mais informes anônimos, militares das patamos Estado e Largo da Batalha montaram a operação da manhã de terça, que resultou na prisão de dois suspeitos e apreensão de dois menores, que estavam escondidos numa residência na localidade conhecida como Beco do Trinta, com acesso pela Rua Padre Anchieta. Com o grupo, os policiais apreenderam uma carga de entorpecentes (cocaína e maconha), além de dois rádios transmissores e munição para fuzil, depois de rápida troca de tiros.

Policiais explicaram que há cerca de duas semanas dois criminosos, conhecidos como Boladinho (ou BL) e Mano – que antes integravam o grupo do TCP, que controlava o tráfico no Complexo do Estado – teriam dado o chamado “golpe” e tomado os pontos de venda de entorpecentes, anteriormente comandados segundo a polícia pelo criminoso conhecido por Anão (Wallace Araújo Torres). Ele foi preso em 2013 e atualmente está numa unidade federal de segurança máxima. A PM também teve acesso a uma foto onde um dos menores apreendidos na manhã de terça-feira portava um fuzil. A totalização de material apreendido pela PM foi: 540 pinos de cocaína, 67 papelotes de maconha, 35 munições, calibre 5.56, uma munição calibre 9 mm, dois carregadores para calibre ponto 40 e dois rádios transmissores.

“Barril de pólvora” prestes a explodir

Ainda, de acordo com a polícia e até denúncia de moradores, o grupo invasor (CV) chegou com reforço de armas e chamados “soldados do tráfico” de localidades com o Complexo da Viradouro, na zona Sul de Niterói, e outras comunidades de São Gonçalo. “O Complexo do Estado ficou cerca de 40 dias sem a presença de traficantes, após incursões com prisões promovidas pela 76ª DP (Centro/Niterói) e 12º BPM. Durante este vácuo, nenhuma ação social foi feita para que os moradores desta comunidade, sem a repressão do tráfico, pudessem aprimorar sua cidadania. Com isso foi fácil para traficantes ligados ao Comando Vermelho assumirem as bocas, que sempre pertenceram ao Terceiro Comando Puro (TCP), sem nenhuma resistência. A ação foi comandada por Boladinho, criado no Morro do Estado e que trocara o Terceiro Comando Puro pelo Comando Vermelho. Boladinho também se apossou do Morro do Palácio, vizinho ao Estado (bairro Ingá), que pertencia ao Amigos dos Amigos (ADA)”, relatou um morador (que preferiu o anonimato do que represália) ao Jornal A Tribuna.

Os próprios moradores relatam que Anão e demais líderes do TCP que se sentem traídos estão buscando aliados para retomarem o que perderam, o por isso o clima na região está muito tenso e um violento confronto, segundo eles, parece inevitável e pode ocorrer a qualquer momento em pleno Centro de Niterói. “(…) Anão é uma das lideranças do TCP e que sempre dominou o tráfico no Estado (…) Ricardinho, da ADA é dono das bocas do Morro do Palácio (também preso). Informações garantem que os dois vão se unir, assim como Anão já fez com Pimpolho, antigo desafeto. Os três estariam em negociações com outros líderes do TCP e ADA, na Vila dos Pinheiros (Complexo da Maré), para arregimentar “soldados” e lutar pela reintegração das bocas do Estado e do Palácio. Porém, Boladinho já conta com apoio do CV do Complexo do Viradouro. A guerra já está anunciada”, afirmou um morador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *