Temporal paralisa obras da Nova Catedral

Raquel Morais –

A construção da nova Catedral São João Batista, no Caminho Niemeyer, no Centro de Niterói, está parada há mais de 15 dias. O canteiro de obras foi inundado nas chuvas do último dia 9 e nenhuma obra de dragagem ou drenagem foi feita no local para retirada da lama e da água da chuva. A Arquidiocese de Niterói não comentou o caso até o fechamento dessa edição, mas funcionários confirmaram a paralisação.

Na manhã de ontem, o canteiro de obras estava fechado, alguns operários se encontravam sentados no alojamento e nem de longe o espaço lembra a época de obras. Muitos bolsões de água estão acumulados e o mato está nascendo em alguns pontos. Funcionários informaram que, na tentativa de continuar o serviço após a primeira tempestade no dia 9 desse mês, muitos ficaram atolados na lama até a altura dos joelhos.

“Ficou impossível andar na lama. Cheguei a afundar e foi bem perigoso. Estamos esperando alguma obra para retirada dessa água que está empossada, mas nada foi feito ainda. Acredito que com o tempo essa água vai secar, mas essa semana voltou a chover e encharcou ainda mais o solo”, contou um funcionário que não quis se identificar.

Na última reportagem feita por A TRIBUNA, em 25 de janeiro, tinham sido concluídas a última estaca de sustentação, a de número 216, completando assim, segundo a Arquidiocese na época, 100% das fundações do templo. Após seriam realizados testes de integridade e qualidade (de resistência e falhas) e, depois, iniciada a construção de blocos e vigas.

ENTENDA O PROJETO
A Catedral será construída em área de 13,6 mil metros quadrados, no Caminho Niemeyer, a capacidade interna será de cinco mil pessoas e 15 mil na área externa. A cúpula terá 60 metros de diâmetro e a nave central com 80 metros. Segundo informe da Mitra, há também a previsão de construção de todo um anexo administrativo-cultural com salão de exposições, museu de arte sacra, arquivo histórico, espaço cultural, teatro, livraria, café, além da centralização para potencializar ainda mais todo o trabalho social e pastoral realizado pela Arquidiocese. Por se tratar de um projeto de Oscar Niemeyer, a Nova Catedral já nasce tombada como patrimônio histórico e cultural de nosso país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *