Temer autoriza uso das Forças Armadas para reforçar segurança no Rio de Janeiro

O presidente Michel Temer autorizou o uso das Forças Armadas no Rio de Janeiro para auxiliar o policiamento das ruas em meio à mobilização das mulheres de policiais militares, iniciada na última sexta-feira. O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, se reuniu com Temer nesta segunda-feira (13) no Palácio do Planalto para discutir o assunto.

No momento, o governo trabalha no planejamento da ação para decidir quantos militares serão enviados ao estado ou deslocados para essas atividades. Também estão sendo estudados os locais em que atuarão e a data de início das ações, prevista inicialmente para esta teça-feira (14). O Ministério da Defesa estuda e o efetivo ficará até o carnaval. Outro ponto que ainda é discutido é se os militares permanecerão apenas na cidade do Rio ou se o reforço será para toda a Região Metropolitana. A autorização é a mesma concedida na semana passada para uso das tropas no Espírito Santo, onde familiares de policiais impediram a saída de viaturas em forma de protesto.

Nesta manhã, no centro do Rio, manifestantes acampadas bloquearam a saída do prédio do Batalhão de Choque, onde funcionam unidades como o Batalhão de Policiamento em Grandes Eventos. Em Niterói e em São Gonçalo o grupo de esposas e familiares dos policiais militares do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e do 7º BPM permanecem, por tempo indeterminado, ocupando a frente das corporações restringindo a entrada dos militares para troca de turnos. As ocupações, que acontecem em mais 26 batalhões do Rio de Janeiro, visam chamar atenção para os pagamentos atrasados dos militares e para a falta de infra estrutura básica para trabalho, como viaturas sucateadas e equipamentos de proteções vencidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *