Teatro Popular Oscar Niemeyer continua em junho com a série de entrevistas

O Teatro Popular Oscar Niemeyer continua, em junho, com a série de entrevistas “O Teatro e a Crise – futuro das artes cênicas no pós-pandemia”, com artistas diretores, produtores teatrais, gestores públicos e coordenadores de espaços culturais. O objetivo é pensar o momento atual e as perspectivas para as artes cênicas após a pandemia do novo coronavírus. 

A programação de junho abre no dia 2, terça-feira, às 20h, no instagram @teatroniemeyer, com Natasha Corbelino – atriz, performer, autora, diretora e produtora.

Em todo o mundo, os teatro e centros culturais estiveram entre os primeiros espaços a serem fechados devido às medidas de isolamento social. Todos estão em meio a uma das maiores crises da história da humanidade, que afeta de maneira decisiva o setor cultural, e mais especificamente as artes cênicas.

PROGRAMAÇÃO:

02/06 – Natasha Corbelino – atriz, performer, autora, diretora, produtora. Trabalhadora da cultura. Com mais de duas décadas de experiência como trabalhadora da cultura, busca se integrar a ideias transdisciplinares e coletivas, para novos modos de produção, onde sempre a potência dos encontros mova a criação.

04/06 – Natália Valdanini – Bailarina e Maîtresse de Ballet formada pela Escola de Ballet da Ópera de Roma – Itália, Diretora do Studio Arte dos Pés, Fisioterapeuta – UFRJ, Bacharel em Dança – UFRJ, Filósofa – UFF, Conselheira da Câmara Setorial de Dança do Conselho Municipal de Política Cultural de Niterói, Membro do Conselho Brasileiro da Dança – CBDD, Membro do Conselho Internacional da Dança – CID / UNESCO

09/06 – Maria Marighella – mãe, atriz, gestora cultural, feminista e antirracista. Bacharel em Interpretação Teatral pela UFBA, há mais de dez anos. Atua também na gestão de políticas públicas de cultura, tendo contribuído com diversas instituições do país, entre elas Secult/BA, Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb) e Fundação Nacional de Artes (Funarte). Atualmente, é Assessora Especial do Gabinete da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, integra o grupo Teatro Em Boa Companhia e a movimentação cidadã ManifestA ColetivA, através da qual apresenta-se como pré-candidata a vereadora pelo Partido dos Trabalhadores (PT) de Salvador.

11/06 – Fran Mello – Diretor da Companhia de Ballet da Cidade de Niterói, maranhense, Bacharel em Educação Física, Maitre de Ballet e coreógrafo, formado pelo Centro Pro-Danza em Cuba, Centro Mineiro de Danças Clássicas – MG e Ballet Olinda Saul – MA. Desde 2004 integrando a Companhia de Ballet da Cidade de Niterói.

16/06 – Eduardo Barata – Produtor, Fundador e presidente da Associação de Produtores Teatrais do Rio desde 2003.

18/06 – Diego Ramos – Doutorando de Arquitetura e Urbanismo do PPGAU (Programa de Pós- Graduação em Arquitetura e Urbanismo) – EAU/ UFF com bolsa CNPq. Mestre em Urbanismo pelo PROURB (Programa de Pós- Graduação em Urbanismo) – FAU/ UFRJ. Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e tendo cursado dois semestres de intercâmbio acadêmico na Universidad de Chile, em Santiago,.Professor Universitário na Universidade UniLaSalle RJ. Ator e diretor profissional formado pelo SATED – RJ –  Empresário da Cia JUKAH de Teatro

23/06 -20h – Marilda Ormy – Diretora há 21 anos do Theatro Municipal de Niterói, ícone emblemático da cultura do Estado do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =