Taxistas entram de vez na briga dos aplicativos

Anderson Carvalho –

Para sobreviverem à crise econômica e à concorrência de serviço de transporte individual de passageiros por aplicativos, como Uber e 99, as cooperativas de taxistas de Niterói estão oferecendo descontos aos passageiros, visando manter a clientela. Muitas inclusive através de aplicativos. A iniciativa começou a ser implantada no início deste ano. Até o Sindicato dos Taxistas de Niterói ofereceu um aplicativo às cooperativas da cidade.

“Oferecemos o Taxinit, um aplicativo que pode ser baixado no celular e que oferece aos passageiros desconto de 20% no cartão de débito e dinheiro. Todas as cooperativas já implantaram. Ao todo, mais de 500 taxistas estão usando. A cada mês está sendo registrado aumento de 10% no movimento”, contou Celso José Wernelinger, presidente do sindicato.

A Coopernit (Cooperativa de Táxi Niterói), no Centro, implantou em março o próprio aplicativo, o Coopernit, que oferece 20% de desconto aos passageiros que pagarem em dinheiro ou cartão de débito.

“Os nossos passageiros também poderão ter o mesmo desconto se ligarem para a empresa e contratarem viagem a outro município ou viajar para mais de 150 quilômetros. Temos registrado um aumento de 20% na clientela e isso é crescente”, informou Cláudio Magalhães Soares Pinto, presidente da cooperativa, que promoverá uma assembleia geral extraordinária no próximo dia 28 para discutir o assunto.

A Cooptaxi implantou há dois anos o próprio aplicativo, também oferecendo desconto de 20% aos passageiros. De lá para cá, o movimento aumentou 20%, segundo a direção da cooperativa.

A estudante de Direito, Amanda Carrilho, de 25 anos, se locomove com frequência com Uber pela cidade, mas afirma estar experimentando os aplicativos de táxis e tem aprovado.

“Com os descontos que estão sendo oferecidos pelos taxistas está sendo vantajoso circular novamente de táxi. Principalmente depois de alguns casos de crimes envolvendo motoristas de Uber, passei a dividir minhas viagens entre Uber e táxis”, afirmou a universitária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *