Taxistas de Niterói aguardam reajuste na tarifa da bandeirada

O Sindicato dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviário da Zona Norte do Estado do Rio (Sindtaxi) está no aguardo do posicionamento da Prefeitura de Niterói sobre o reajuste da bandeira tarifária na cidade. O reajuste proposto pela categoria foi de 15% somente no quilômetro rodado, sem alterar a bandeirada inicial. No Rio de Janeiro o reajuste já foi feito nos taxímetros desde terça-feira (11) onde a bandeirada dos táxis passou de R$ 5,80 para R$ 5,90 na bandeira 1.

O presidente do Sindtaxi, Celso Wermelinger, explicou que a data base da categoria é primeiro de janeiro e que os trabalhadores aguardam esse posicionamento do poder público. “Ontem estivemos no gabinete do prefeito e fomos recebidos pela secretária dele. Ficamos sabendo que a subsecretaria de transporte vai despachar o nosso pedido para encaminhar ao prefeito”, contou. A Prefeitura de Niterói informou que o caso está sendo avaliado.

A bandeirada inicial é de R$ 5,95 e a proposta não muda isso. O reajuste de 15% seria aplicado somente no valor do quilômetro rodado, que sairia de R$ 3,05 para R$ 3,50 na bandeira 1 (se segunda a sexta-feira das 6h às 22h e aos sábados de 6h às 12h). Já na bandeira 2 o aumento seria de R$ 3,44 para R$ 3,95, o que compreende sábado após as 12h e domingo o dia inteiro, assim como nos feriados.

“Todo ano acontece o reajuste e estamos há três anos sem esse reajuste. A última correção que tivemos foi em 2018. Convocamos uma reunião no final de novembro e decidimos essas alterações. A inflação de preço geral fechou acima de 10% e para taxista está fechando em 40%, somente ano passado. Precisamos custear nosso trabalho e tudo está mais caro, como o combustível, a bateria veicular, pneus e mão de obra na oficina”, contou Celso que disse que a frota atual em Niterói tem 1.906 autonomias e cerca de mil táxis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.