Taxista é preso por estuprar passageira

Seis anos depois um taxista de 51 anos foi preso no Centro de Niterói acusado de estuprar uma passageira. A prisão aconteceu no interior do estacionamento de um grande supermercado localizado no Centro de Niterói. De acordo com os policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), ele não ofereceu nenhuma resistência à prisão. Em seguida, o acusado foi levado para a DPCA e será transferido ao sistema prisional.

De acordo com os agentes, durante a investigação os policiais averiguaram que o autor ficava na comunidade do Caramujo, dominada pela facção criminosa Comando Vermelho (CV). Nas raras oportunidades em que saía da comunidade, ele procurava se esconder em outras comunidades da mesma facção. A fim de evitar danos colaterais advindos de uma eventual operação em área sensível.

O crime aconteceu em 2015 quando uma jovem de 19 anos saiu de madrugada de um bar na Rua Mem de Sá, na Lapa. Durante o trajeto, acabou dormindo. Segundo os agentes, a vítima relatou que quando acordou estava em uma casa sem roupa, deitada e com o motorista também nu sobre ela, tentando concretizar o ato sexual.

A polícia conta que a jovem se desvencilhou do homem, pegou as roupas que estavam jogadas e correu para a porta da casa. Ela começou a gritar, mas foi alcançada pelo criminoso, que a agarrou e informou que eles estavam em uma área de risco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =