Tarifa da BR-101 fica mais cara

Anderson Carvalho –

Quem trafega com frequência pela BR-101 e passa pelo pedágio na altura de São Gonçalo, vai ter que desembolsar mais dinheiro do bolso. A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autorizou aumento da tarifa básica de pedágio em diversas praças da rodovia, entre elas, São Gonçalo. O valor que até a última sexta-feira custava R$ 5 e passou para R$ 5,50 desde sábado (17). O reajuste vale para o trecho de 322 quilômetros entre Niterói e a divisa com o estado do Espírito Santo. A Resolução 5.734 foi publicada na edição da última sexta-feira do Diário Oficial da União.

Ao definir o novo valor, a ANTT considerou, além da reposição acionária (IPCA), a inclusão no contrato de concessão da obra de ampliação do trecho Barreto – Manilha, que prevê a construção de uma terceira faixa em cada sentido do trecho de 23 quilômetros (totalizando 46 quilômetros de obras) entre a Avenida do Contorno e Manilha, entre as cidades de Niterói e Itaboraí. Também foram contemplados no reajuste desapropriações, remoção de interferências e reprogramação de obras.

Segundo a concessionária Arteris Fluminense, responsável pela rodovia, a tarifa de pedágio é responsável por financiar as obras de ampliação e modernização da rodovia, os serviços de socorro mecânico e pré-hospitalar prestados aos usuários, assim como toda a estrutura de monitoramento da BR-101 RJ/Norte. Como reflexo direto do investimento de cerca de R$ 2,9 bilhões desde 2008 na rodovia, 2017 fechou como o quinto ano consecutivo de redução de acidentes e mortes na rodovia – de 195 em 2013 para 70 em 2017. Até o final da concessão, estão previstos investimentos de cerca de R$5,9 bilhões na rodovia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 12 =