Suspeito de balear PM em assalto é preso

Acusado de balear um policial militar durante tentativa de assalto, um homem foi preso em flagrante, nessa terça-feira (25), durante ação da Polícia Militar no bairro do Boa Vista, em São Gonçalo. Ele é apontado como uma das lideranças do tráfico de drogas na região do Boaçu, que também fica em São Gonçalo.

Segundo informações do 7º BPM (São Gonçalo), uma equipe estava em patrulhamento pela Rua Mossoró quando viu um dos acusados em atitude suspeita. Foi feita tentativa de abordagem, mas o acusado tentou fugir pulando o muro de uma casa. Foi feito um cerco e os agentes conseguiram abordar o homem.

De acordo com os policiais, ele estava armado com uma pistola calibre 9mm, que tinha quatro munições intactas. Além disso, o suspeito estava transportando drogas. Contabilidade feita pelos policiais apontou que havia 137 pinos de cocaína e 220 pedras de crack. Um aparelho de rádio transmissor também foi apreendido.

Os agentes ainda fizeram varredura no imóvel, onde encontraram mais drogas. De acordo com os policiais, foram apreendidos no local 57 trouxinhas de maconha. O suspeito detido assumiu que também eram dele. O homem foi detido e conduzido à 73ª DP (Neves), central de flagrantes da região.

Na distrital, foi descoberto que o detido é conhecido como “Kichiqui”, tem 25 anos e estaria envolvido na tentativa de assalto a um sargento da Polícia Militar, à época lotado no 12º BPM (Niterói), em novembro de 2020. Além disso, o acusado é apontado como responsável por diversos arrastões e roubos de carga no trecho Niterói-Manilha da Rodovia BR-101. Ele ficou preso em flagrante.

Policial baleado em assalto

O crime contra o PM aconteceu em 20 de novembro de 2020. O agente passava pela Rua Ferreira da Silva, no Camarão, quando foi atingido. Colegas do 7º Batalhão (São Gonçalo) foram até o endereço para verificarem a informação sobre a ocorrência de tiros e encontraram o policial baleado. A equipe levou o colega de profissão para ser socorrido no Pronto Socorro de São Gonçalo (PSSG), onde ele foi atendido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.