Superintendente da Secretaria Estadual de Saúde é preso em Niterói

Em mais uma fase da Operação Mercadores do Caos, que investiga fraudes na compra de respiradores no combate ao coronavírus, policiais prenderam, na manhã dessa quarta-feira (17), em sua residência, em Pendotiba, Carlos Frederico Verçosa Duboc . Ele é superintendente de Orçamento e Finanças da Secretaria Estadual de Saúde e responsável pela coordenação das despesas da secretaria.

Os respiradores foram adquiridos em caráter emergencial e não foram entregues. Carlos Frederico foi acordado pelos agentes da Polícia Civil e do Ministério Público (MP), nas primeiras horas da manhã, que ainda cumpriram quatro mandados de busca e apreensão em outros pontos do Rio no Rio e outros cinco em Brasília, expedidos pela 1ª Vara Criminal Especializada do Rio.

Além de Duboc, mais seis pessoas haviam sido presas em etapas anteriores da Operação Mercadores do Caos, como Gabriell Neves, subsecretário de Saúde do estado (exonerado antes da prisão); Gustavo Borges, sucessor de Gabriell na pasta (exonerado depois da operação); Aurino Filho, dono da A2A, empresa de informática que ganhou contrato para fornecer respiradores ao estado; Cinthya Silva Neumann, sócia da Arc Fontoura, outra firma contratada; Maurício Fontoura, controlador da Arc Fontoura e marido de Cinthya; Glauco Guerra, representante da MHS, a terceira empresa contratada.

O Ministério Público informou que as fraudes teriam desviado mais de R$ 18 milhões dos cofres do estado, e nenhum respirador foi entregue após dois meses da data de entrega.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *