Subsíndico é preso por matar idosos

Agentes da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (DESARME) prenderam na segunda-feira (20), em Pendotiba, um homem, cuja identificação não foi divulgada, condenado por aplicar golpes em idosos. Havia contra ele mandado de prisão por extorsão e roubo mediante violência, ocultação de cadáver e associação criminosa, penas que somam 33 anos de reclusão.

O preso, segundo a polícia, era subsíndico de um prédio no bairro de Santa Teresa, e em 1999 foi acusado de pertencer a uma organização criminosa que aplicava golpes em moradores idosos para se apropriar de seus apartamentos. Ele foi condenado ainda pela morte de José Motta de Assis, 77 anos, cujo corpo foi encontrado enterrado no sótão do prédio. Ele é investigado ainda pelo desaparecimento de outros idosos.


Com base em ações de inteligência e monitoramento realizadas pela DESARME, o criminoso, que estava foragido desde 2008, foi localizado, preso e conduzido para a Cidade da Polícia. Em março de 1999, no decorrer da investigações, a polícia chegou a prender cinco pessoas sob suspeita de formar uma quadrilha que faria transferências ilegais de bens de pessoas idosas ou sem herdeiros para seus componentes.

A quadrilha foi acusada de envolvimento na morte de José Motta, cujo corpo foi encontrado em janeiro do mesmo ano. A polícia já suspeitava na época que o grupo também estaria envolvido no desaparecimento de outras pessoas, entre elas um homem conhecido como Zé da Bíblia, morador do mesmo prédio, que teria desaparecido após receber uma indenização trabalhista. O grupo passou a ser desarticulado também a partir da prisão do servente Moacyr Marques.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − dois =