Subseção de São Gonçalo da Justiça Federal deixará prédio no Zé Garoto

O atendimento ao público da subseção judiciária de São Gonçalo da Justiça Federal, deixá de funcionar em seu atual endereço, no prédio comercial localizado na Rua Coronel Serrado nº 1000, no Bairro do Zé Garoto, a partir de novembro. A notícia foi divulgada por advogados que atuam em São Gonçalo e confirmada por servidores da entidade, na manhã desta segunda-feira (25).

De acordo com informações preliminares, a motivação seria financeira. Servidores que trabalham no local revelam que não houve acordo entre a entidade e a administradora dos imóveis ocupados pela subseção para renovação do contrato de aluguel. Ainda de acordo com informações dos servidores, o valor do aluguel teria ficado acima do esperado e nenhum outro imóvel foi encontrado para abrigar toda a estrutura.

Os advogados denunciam que a notícia veio a público somente agora, às vésperas da Justiça Federal deixar o local, surpreendendo toda a advocacia que não foi informada previamente sobre a decisão. O contrato encerra em 1º de novembro e a previsão é que o atendimento no local deixe de funcionar já a partir dessa data, passando a acontecer em Niterói (para os moradores de Itaboraí, Tanguá, Magé e região) e Rio de Janeiro (para quem reside em São Gonçalo). Na subseção, servidores garantem que a situação é provisória e que a Justiça Federal segue na basca por outro imóvel para abrigar a estrutura no município.

Nas redes sociais, um grupo de advogados da cidade manifestou indignação com a decisão e convoca a população para participar de ato simbólico, a ser realizado em frente ao prédio 1000, na rua Coronel Serrado, onde encontra-se a subseção de São Gonçalo da Justiça Federal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + dezesseis =