STF mantém prisão em flagrante do deputado Daniel Silveira

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a prisão em flagrante do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), na audiência de custódia realizada nesta quinta-feira (18).

A decisão coube ao juiz Airton Vieira, auxiliar do ministro Alexandre de Moraes. Silveira ficará preso até que a Câmara dos Deputados delibere sobre o assunto.

O juiz auxiliar entendeu que não era possível soltar Daniel Silveira neste momento. A decretação da prião preventiva do parlamentar, segundo Vieira, só será possível após a votação da prisão pelo plenário da Câmara dos Deputados.

Após a decisão dos deputados federais, caberá então ao ministro Alexandre de Moraes decidir se converte a prisão em flagrante em prisão preventiva.

Na audiência, a Procuradoria-Geral da República (PGR) declarou que a prisão em flagrante é legal e que não havia motivos para soltar o deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 15 =