“Sou o deputado federal que mais verba trouxe para Niterói”, diz D’Ângelo

Wellington Serrano –

Deputado federal em sua terceira legislatura, o médico Francisco D’Ângelo (PDT-RJ) está de volta aos holofotes da política. E não é por causa do início do período de campanha eleitoral, que começa hoje. Um levantamento de sua assessoria mostra que o médico é o campeão de emendas para Niterói. Segundo ele, em 12 anos de atuação política foram R$ 16.760.000 em repasses para os cofres públicos niteroienses.

“Sou imbatível nesta questão, tenho certeza que sou campeão”, comemora.

Nascido em Campos do Goytacazes e com uma longa história com a cidade de Niterói, onde mora e educou as filhas, atuou como médico e foi secretário de Saúde nos governos Godofredo e Rodrigo Neves.

“Sou o deputado federal que mais verba trouxe para a cidade, através das minhas emendas para todas as áreas, como a saúde, turismo e cultura. Isso não tenho dúvida. São várias iniciativas inclusive na área de infraestrutura urbana”, afirma.

Segundo ele, dos três mandatos o último está sendo o melhor.

“Estou com mais experiência, passei a dominar os trâmites do Casa com mais relações e enfrentei períodos de turbulência na política brasileira. Isso me obrigou a ter uma exposição maior, principalmente em relação às questões que tiveram boas audiências na televisão, como a votação do impeachment e dos processos do Temer e percebi que minha atuação foi reconhecida”, ressalta.

Chico D’Ângelo disse que é fácil ser parlamentar de uma cidade que aparece bem na foto, tanto na esfera estadual quanto na nacional.

“Rodrigo Neves é o melhor prefeito do Estado e um dos melhores do Brasil. Na Câmara, as pessoas sabem que sou de Niterói e isso me dá uma boa retaguarda em Brasília de reconhecimento, já que tenho um nome ligado ao prefeito”, realça D’Ângelo.

Em entrevista exclusiva para A TRIBUNA, o pedetista falou sobre ter assumido uma nova área ao ser eleito presidente da Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados.

“Tive uma atuação forte e contundente na interface da cultura com outros setores socioeconômicos do País. Promovi debates e audiências públicas e aprovei as propostas que ajudaram a desenvolver concretamente a cultura brasileira sempre junto com os artistas”, explica.

Entre dezenas de projetos que conseguiu aprovação ele destaca a aprovação da Lei que cria o Dia Nacional de Combate à Sífilis e à Sífilis Congênita.

“Todo terceiro sábado de outubro de cada ano a lei passa a destacar a data que chega em um momento muito importante porque a sífilis e à sífilis congênita vem aumentando no Brasil e o projeto ajuda aos médicos que debatem a questão das doenças sexualmente transmissível e que estão preocupados em reverter esse quadro”, pontua.

Sobre o candidato ao governo do Rio de Janeiro do partido, o deputado estadual Pedro Fernandes, Chico disse que está animado e que a campanha vai contar com a atuação de toda a militância do PDT e PSB.

“Pedrinho é um jovem preparado para mudar a realidade do Rio de Janeiro. Isso não é tarefa fácil, mas é possível com gestão e prioridade para o que é essencial para a população”, conclui D’Ângelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *