Soro anticovid-19 será testado em humanos

Um soro anticovid-19 produzido pelo Instituto Vital Brazil (IVB) está aguardando liberação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para iniciar testes em humanos. O soro se mostrou 100 vezes mais potente do que os anticorpos neutralizantes do coronavírus.

Segundo o IVB, os testes em humanos só vão iniciar depois de todos os documentos serem entregues e todas as dúvidas esclarecidas com o instituto. O soro já passou por testes in vitro, ou seja, em laboratório, onde foi observado que ele consegue se ligar ao vírus e combatê-lo.

Em maio, quando os testes foram iniciados, ficou comprovado que o soro produzidos por cavalos para o tratamento da covid-19 tem, em alguns casos, até 100 vezes mais potência.

De início o projeto queria extrair gamaglobulina purificada, que é o material biológico mais mais elaborado do que soros antiofídicos e antitetânicos. Esse soro é chamado hiperimune ou gamaglobulina hiperimune porque os pesquisadores inocularam o antígeno, durante três semanas, nos plasmas de cinco cavalos do Instituto Vital Brazil (IVB), laboratório oficial do governo fluminense.

A proteína S recombinante do novo coronavírus produzida no Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe/UFRJ), foi injetada nos animais. Depois de 70 dias, os plamas dos cavalos apresentaram anticorpos neutralizantes 20 a 100 vezes mais potentes contra o novo coronavírus do que os plasmas de pessoas que tiveram covid-19 e estão em convalescência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + dezessete =