Sogros de policial seguem em estado de saúde estável

O estado de saúde dos dos sogros do cabo do 7º Batalhão (São Gonçalo) que matou a sua esposa e disparou contra os familiares, seguem estáveis. O policial também tem quadro de saúde estável segundo a Secretaria Estadual de Saúde e segundo a Prefeitura de São Gonçalo. Ontem (23), a família foi socorrida em unidades de saúde de São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, após um desentendimento familiar que resultou nos crimes.

Ainda pela madrugada, por volta das 2h, a agente lotado no 7º Batalhão da Polícia Militar (São Gonçalo), após tirar a vida da sua esposa, atirou contra os seus sogros. Depois de efetuar os disparos o homem tentou se matar. Todos os envolvidos ainda com vida foram encaminhados a hospitais da região onde foram socorridos. O fato aconteceu na Rua Magistrado Francisco Assis Fonseca, no bairro Zé Garoto.

O policial militar e a sogra foram atendidos no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê. Já o sogro do cabo foi atendido no Pronto Socorro de São Gonçalo (PSSG), no próprio bairro onde os crimes ocorreram. O corpo da esposa do cabo assassinada por ele foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Tribobó e enterrado ainda ontem (23). Segundo amigas, ela deixa quatro filhos.

Policiais do 7º BPM (São Gonçalo) estiveram ontem (23) no endereço do colega de batalhão e a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNISG) foi acionada. A especializada investiga e a corregedoria da Polícia Militar acompanha o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 11 =