Sobe para oito o número de PMs mortos no violento estado do Rio

Um policial militar foi morto a tiros e pelo menos outros sete ficaram feridos a tiros no Rio nas últimas 48 horas, números inseridos num levantamento alarmante sobre a violência no estado nos primeiros dias do ano de 2018. Até a noite de terça-feira, o estado do Rio registrava 33 policiais atingidos por tiros em 23 dias no Rio, oito deles acabaram morrendo. Ainda ontem, no intervalo de uma hora, mais três Pms foram baleados.

A última vítima foi identificada como o tenente Jeovanny de Carvalho Brito, lotado no 25º BPM (Cabo Frio) morto quando fazia patrulhamento, na madrugada de ontem, numa comunidade de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos. A PM disse que os bandidos armados teriam avistado os militares e atiraram. Um suspeito de tráfico também foi baleado e morreu. Na ação, os PMs apreenderam uma arma e um rádio de comunicação dentro dessa comunidade.

Em Niterói, PMs foram baleados em um confronto com traficantes do Morro do Palácio, no Ingá, na Zona Sul de Niterói. No fim da noite de terça-feira, policiais realizavam patrulhamento nas imediações do Museu de Arte
Contemporânea (MAC), em um dos acessos ao Morro do Palácio, quando foram atacados a tiros por vários criminosos armados. Houve revide e troca de tiros, e dois policiais, identificados como sargento Rodrigo Narciso e o Cabo Victor do Couto foram baleados, respectivamente na perna e no pé, sendo socorridos e internados no Hospital Estadual Alberto Torres (Heat) e Hospital de Icaraí. No mesmo confronto, um dos acusados (não identificado) foi baleado e morreu no local. Outro policial baleado sofreu uma tentativa de assalto, sendo atingido no joelho, nas imediações da Avenida Brasil, altura da Cidade Alta, em Cordovil, Zona Norte. Ele seguiu em seu carro particular para o Hospital Federal de Bonsucesso, onde buscou atendimento.

Também nesta terça, um policial militar, lotado na UPP do Morro do Andaraí, foi alvejado. Ele estava na localidade conhecida como Cruzeiro, quando criminosos armados atiraram contra os militares que faziam patrulhamento. Ele foi internado no Hospital Federal do Andaraí. Ainda na noite de terça-feira, outro PM foi baleado na mão, ao trocar tiros com bandidos que tentavam assaltar um ônibus, na Rodovia Presidente Dutra, altura de São João de Meriti, na Baixada.

Um dos marginais morreu no local. Já na última segunda-feira, um agente do 41º Batalhão (Irajá) foi atingido na perna durante uma operação no Complexo do Chapadão, em Costa Barros, na Zona Norte. Por fim, no domingo à noite, outro PM do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE) foi baleado na cabeça na Avenida Brasil, perto do Morro do Chaves, em Barros Filho. O terceiro sargento Flávio Cunha foi internado no Hospital Federal de Bonsucesso, em estado grave .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 9 =