Sobe para 64 o número de policiais mortos no Rio

Augusto Aguiar –

Tragicamente subiu para 64 o número de policiais (entre civis, militares e até federal) assassinados esse ano no Rio. A estatística cresceu com mais uma vítima, durante uma operação realizada pela PM, nas primeiras horas da manhã de ontem, com a morte do segundo sargento Jason da Costa Pinheiro, de 42 anos e 18 de Corporação, lotado na UPP Macacos, durante uma operação na comunidade do Morro dos Macacos, no bairro de Vila Isabel, na Zona Norte do Rio. A PM agiu rápido e no fim da tarde prendeu quatro suspeitos, inclusive o que atirou no sargento.

O sargento foi baleado na cabeça durante a ação. Havia relatos de confrontos na localidade desde o fim da madrugada. O número de agentes de segurança assassinados desde o mês de janeiro foram: 59 PMs, 4 policiais civis, 1 agente federal aposentado.

Imagens feitas por moradores mostraram o momento do socorro do policial, que chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Até a manhã de ontem, nas 48 horas anteriores, quatro policiais foram vítimas de assaltantes, sendo que dois haviam morrido. O agente federal Luiz Carlos Dias foi morto durante tentativa de assalto no bairro do Recreio, na Zona Oeste do Rio, no fim da noite de terça-feira.

Outro policial morto, na quarta-feira, foi o agente da Polícia Civil, Eduardo Freire Pinto Guedes Filho, conhecido como Paquetá, assassinado no Engenho de Dentro. No mesmo dia, o também policial civil Marcus Aurélio Garcia da Fonseca foi atingido por seis tiros, quando assaltantes tentaram roubar o carro, no bairro do Grajaú.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 4 =