Simulado de incêndio mobilizou mais de 600 pessoas

Mais de 600 pessoas, entre alunos e funcionários, participaram do Simulado de Desocupação nas Escolas, promovido pela Prefeitura de São Pedro da Aldeia, por meio da Coordenadoria de Defesa Civil. A simulação foi realizada ontem no Ciep 146 Professor Cordelino Teixeira Paulo, no bairro Estação, em alusão ao Dia Estadual para Redução de Desastres. A ação contou com o apoio do Corpo de Bombeiros e da Guarda Municipal, além de agentes da Defesa Civil aldeense e voluntários.

Secretário de Segurança e Ordem Pública, Edmilson Bittencourt falou sobre a iniciativa. “A Defesa Civil de São Pedro da Aldeia, mais uma vez, está dando um exemplo de preocupação e prevenção para a nossa sociedade. Fico contente em saber que, caso algo venha a acontecer futuramente, a equipe do Colégio está preparada para realizar a evacuação do prédio sem problemas”, declarou.

Antes da simulação de incêndio ter início, os agentes da Defesa Civil reuniram os socorristas voluntários para explicar todo o processo de evacuação e esclarecer dúvidas. Os 17 voluntários fazem parte da 1ª Turma de Formação de Socorristas para Situação de Desastres, que está sendo realizado na sede da Defesa Civil de São Pedro da Aldeia.

O coordenador da Defesa Civil aldeense, Marcus Dothavio, parabenizou os participantes e agradeceu a todos os envolvidos. “Esse evento foi um sucesso. Já participei de vários simulados e o nosso conseguiu retirar todos os alunos e funcionários em oito minutos. Cada um saiu daqui sabendo a forma correta de agir em caso de acidentes e isso pode salvar uma vida. Agradeço a todos os órgãos envolvidos”, disse.

A simulação foi realizada no turno da manhã. Os alunos do Ciep receberam as últimas orientações sobre a melhor forma de deixar o prédio, saindo em fila indiana com a mão no ombro do colega na frente, e todo o processo do simulado. Ao todo, participaram da iniciativa 590 alunos e 45 funcionários. Placas informativas sinalizaram o caminho até o ponto de encontro na quadra do Colégio e um posto de atendimento médico foi montado no local.

Uma das voluntárias da Defesa Civil, Luciana Lopes destacou a importância de participar do Simulado. “Para mim, como voluntária, foi muito importante pela experiência que nós ganhamos aqui. Caso ocorra alguma situação similar, nós estaremos prontos para atender a população e ajudar tanto os bombeiros quanto a polícia, além de termos um melhor desempenho na hora do auxílio”, falou.

Na ocasião, dois estudantes se voluntariaram para atuarem como as vítimas do incêndio, sendo uma vítima de queimadura e o outro de asfixia. Os professores foram os últimos a deixarem a sala de aula, após a contagem dos alunos.

Aluna da turma 2002 do Ciep 146, Maria Fernanda Ramos foi uma das participantes do evento. A estudante falou sobre a experiência. “Foi muito válido pra mim, porque já passei por um momento de incêndio na minha casa e pude ver o que realmente aconteceu. Por mais que tenha sido só uma simulação, eu fiquei nervosa e tremendo, mas foi bem legal”, comentou.

De acordo com a direção da unidade escolar, os alunos se mostraram entusiasmados com a iniciativa. Para a diretora do Ciep 146, Izabel Cristina de Paulo, é importante promover esse tipo de ação para estabelecer quais procedimentos devem ser tomados em situação de perigo. “Quando a Defesa Civil nos procurou e sugeriu a realização do Simulado aqui, nós abraçamos a ideia. Temos visto os desastres que acontecem dentro das escolas e os alunos ficam perdidos, os funcionários também. Então foi uma ação muito bem-vinda, para aprendermos a tirar todos os alunos sem tumulto”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + um =