Show de cultura das periferias no Teatro Popular

O Teatro Popular Oscar Niemeyer recebe amanhã, a partir das 21h, um encontro histórico de estilos e tendências da cultura das periferias. A banda petropolitana Gotam C.R.U. e os Curingas, com sua sonoridade potente, que mistura diversos estilos musicais, recebe dois convidados muito especiais: o rapper mineiro Flávio Renegado e a funkeira e ativista feminista niteroiense, MC Carol. A noite promete uma mistura de rap, funk e hip hop, na levada da nova geração da música brasileira.

Cada um dos sete integrantes da banda petropolitana Gotam C.R.U. e os Curingas – que prepara seu primeiro EP, Tributo Ao Original – leva consigo suas referências musicais, diversificando o repertório que, apesar de focar no raggamuffin (ritmo jamaicano), passa pelo afrobeat, pelo soul, samba, maracatu, carregando sempre o rap. Juntos desde 2012, Durango Kid (MC), Don Pachá (MC), Carol Guerra (vocais), Renan dos Reis (baixo), Dino Fernandes (bateria), Guilherme Romão (teclados) e Geraldo Jiboia (trompete), lançaram em março de 2018, com enorme repercussão nacional, o Lyric Video “2 mil e DezeSelva (No país do golpe)”, que retrata o atual período conturbado da política brasileira.

Uma das convidadas da noite, Mc Carol faz sucesso como cantora de funk e ao longo de sua carreira levantou as bandeiras do feminismo e do movimento negro, hoje sendo mais conhecida pelo funk de caráter ativista. O sucesso da música “Bateu uma Onda Forte”, foi o impulso que acabou lhe rendendo enorme reconhecimento nas redes sociais. Logo em seguida, a intérprete anunciou o lançamento de seu primeiro álbum, “Bandida”, que foi totalmente disponibilizado nas plataformas digitais.

Já o Rap ganha espaço pelo microfone de Flávio Renegado, que em 2008 surgiu com a enorme repercussão de seu disco de estreia, “Do Oiapoque a Nova York”. Cantor e compositor autodidata de rap, funk, hip hop, samba, MPB e reggae, o artista, que tem como origem uma favela na Zona Leste de Belo Horizonte, teve seu primeiro contato com o rap aos 13 anos e desde então se apropriou de um conciso discurso ativista social. Lançou em 2011 o segundo álbum chamado “Minha Tribo é o Mundo”, o DVD “Suave ao Vivo, em 2014, e o EP “Relatos de um Conflito Particular”, em 2015.

Os ingressos custam R$ 20 (a inteira) e R$ 10 (quem levar 1 kg de alimento não perecível) e a classificação indicativa é de 16 anos. O Teatro Popular Oscar Niemeyer fica na Avenida Jornalista Rogério Coelho Neto, s/n no Caminho Niemeyer no Centro de Niterói.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 7 =