Setor de pet shop é o que mais cresce em Niterói

Raquel Morais –

O setor de pet shop em Niterói é o que mais cresce, seguido do ramo de ótica e mercado, em menores proporções. A informação foi divulgada pela Câmara de Dirigentes Lojistas da cidade (CDL-Niterói) e comerciantes da área confirmam o bom momento nas vendas. A ascensão é ratificada com dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), que apontam que o Brasil é o segundo maior do mundo em população de aves, cães e gatos e consequente terceiro maior do mundo em faturamento.
De acordo com a pesquisa da CDL-Niterói, no ramo pet, o crescimento em 2018 foi de 7% em relação ao ano anterior. Atualmente, a cidade tem 277 empresas nesse ramo. Só no ano passado 15 empresas foram abertas e, neste, mais sete pedidos de abertura de empresas já foram solicitados.

“É um mercado que, apesar de toda crise, tem demonstrado uma certa mudança. Tem característica do próprio tipo de vida de Niterói. Uma população mais amadurecida, que tem necessidade de convívio e companhia, e os animais entram nessa questão”, contou presidente Luis Vieira.
A empresária Christiane Schurt confirmou o bom momento pelo qual passa o setor. “Se as vendas não cresceram elas pelo menos ficaram lineares. Não tive queda de venda nos últimos anos. O que eu percebi foi a mudança de comportamento e compra do cliente, que tenta economizar mais nos gastos dos produtos para animais. Eles mudam a ração para uma mais barata, mudam a marca de um shampoo para uma mais barata; mas deixar de comprar e cuidar dos bichinhos, não”, contou.

A também veterinária acredita que a relação de amor entre as pessoas e os animais fazem essa economia girar. “Os animais são tratados como as pessoas e não tem com economizar em um remédio ou deixar de dar uma vacina, por exemplo. Então essa redução do custo acontece com uma ração, com um petisco ou com um acessório. Mas a venda sempre acontece”, completou Christiane. A psicóloga Luciene Rocha tem quatro cachorros e diz saber ‘muito bem’ o que é gastar no pet shop. “Eu gasto toda hora com ração, remédios e loções, por exemplo. Acho que tem coisa que não conseguimos economizar. São muitas opções e novidades, mas confesso que acho que essas coisas são muito caras. Meu cartão de crédito está lotado desse tipo de compra”, ponderou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *