SES coloca São Gonçalo como a segunda cidade com mais mortes no Estado

São Gonçalo assumiu o segundo lugar em número de óbitos pela Covid-19 no estado do Rio de Janeiro. No boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES) divulgado na segunda-feira (29), foram registradas 425 mortes. Já a prefeitura divulgou que seriam 373 óbitos. Há divergência ainda quanto ao número de casos confirmados. Segundo a SES, 5.093 gonçalenses contraíram a doença. Já a prefeitura registrou 4.030 casos.

Niterói segue como o segundo município em número de casos, atrás apenas da capital. Segundo a SES, foram confirmados 6.357 pessoas contaminadas. O município contabiliza 5.138.

Dados da SES indicam que houve em Niterói 185 óbitos, enquanto a prefeitura contabiliza 201 mortes pela Covid-19.

O número de casos confirmados no estado do Rio de Janeiro desde o início da pandemia da Covid-19 chegou ontem a 109.601, após o registro de mais 585 casos em relação ao balanço divulgado no domingo.

O estado contabiliza 9.755 óbitos em decorrência da doença, 29 a mais do que o número informado no balanço de domingo pela Secretaria Estadual de Saúde. Já se recuperaram da doença 92.161 pacientes, e há 1.053 mortes em que a associação com a covid-19 está em investigação.

Os casos e óbitos são acrescentados ao balanço após a confirmação com testes que identifiquem a presença do novo coronavírus (Covid-19), o que significa que nem todas as novas mortes e casos ocorreram no dia em que passaram a fazer parte do boletim oficial, já que a ação da covid-19 pode ser confirmada por testes dias depois da morte do paciente.

O município mais populoso do estado, a cidade do Rio de Janeiro, segundo o balanço, contabiliza 56.351 casos e 6.417 óbitos.

Em relação aos casos confirmados, as cidades com os maiores números depois da capital são Niterói (5.138), São Gonçalo (4.030), Nova Iguaçu (3.257), Duque de Caxias (3.090), Itaboraí (2.460), Macaé (2.371), Angra dos Reis (2.185), Campos dos Goytacazes (1.793), Volta Redonda (1.692) e São João de Meriti (1.647).

As cidades em que a doença provocou mais mortes, fora o Rio, foram Duque de Caxias (419), São Gonçalo (373), Nova Iguaçu (340), São João de Meriti (211), Niterói (201), Belford Roxo (175), Magé (132), Itaboraí (124), Mesquita (106) e Petrópolis (92). Entre todos esses municípios, apenas Petrópolis não fica na região metropolitana.

A cidade está no nível amarelo 2 do Plano de Transição Gradual, que sgnifica atenção máxima. estabelecimentos como teatros e cinemas permanecem fechados.

A prefeitura já distribuiu 1,5 milhão de máscaras para a população e vai distribuir mais 500 mil, o que dá em média 4 máscaras por habitante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 3 =