Servidores da prefeitura obrigados a usarem trator para bloquear PM

Augusto Aguiar –

A ousadia e a violência dos criminosos ligados ao tráfico chegaram a pacata localidade de Visconde de Itaboraí, região em que até bem pouco tempo seus moradores só tinham conhecimento da violência através dos jornais, rádios, e TVs. Área de abrangência do 35º BPM (Itaboraí) e quase rural, policiais militares estão constatando que bandidos (parte deles vindos do Rio e municípios como São Gonçalo e Niterói) estão tentando se estabelecer na região e implantar pontos de venda de drogas, de acordo informes de moradores.

Na manhã de ontem a população e a própria polícia tiveram a certeza que o patrulhamento na localidade precisa ser intensificado. Para dificultar a ação da PM em Visconde de Itaboraí, criminosos armados renderam servidores da prefeitura que trabalhavam em obras na região e os obrigaram a operar uma retroescavadeira, para abrirem valas nas vias para dificultar as incursões do 35º BPM. A polícia foi informada da intenção dos marginais em abrir buracos e valas nas ruas e houve confronto entre criminosos e do destacamento responsável pelo patrulhamento, na Rua 6, assim que os militares avistaram a retroescavadeira da prefeitura. Houve perseguição e troca de tiros, sendo que um dos acusados foi baleado e outro.

Uma arma e drogas foram apreendidas. Um dos acusados, conhecido pelo vulgo de Ray, apontado por envolvimento na morte do subtenente reformado Almir Oliveira Mattos, assassinado na frente de sua residência, há cerca de duas semanas, na Rua Rubens Pereira Coutinho. Segundo levantamento estatístico ele foi 63º policial assassinado no Rio desde o início do ano. Desde o´fim do ano passado a chamada “mancha criminal” estaria ocorrendo na região, fato constatado através dos números do Instituto de Segurança Pública (ISP), com agentes da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) sendo acionados na então pacata região.

Segundo informes policiais, uma quadrilha de traficantes estaria tentando implantar pontos de venda de entorpecentes na região, acabando com a paz dos moradores. Investigadores acrescentaram que um criminoso, identificado pelo vulgo de Sabino, teria ido para Visconde, e de lá passou a explorar a venda de drogas na localidade. Subordinada ao criminoso, uma violenta quadrilha passou a obedecer nos últimos meses as ordens de execução do traficante, que seria ligado ao Comando Vermelho (CV), vindo do bairro da Vila Kenedy, na Zona Oeste do Rio. Recentemente a polícia prendeu Weverson Souza Garcia Terra, o DJ Bené, Josué Lopes de Sá Silva, ambos de 18 anos, e José Luiz da Silva Trindade, o Zé Luis, de 31. O trio é acusado de torturar e assassinar um morador da localidade, um mecânico identificado como Claudiomar Gomes.

A vítima, segundo a polícia foi sequestrada quando conversava com um amigo, levada em seu próprio carro (modelo Monza), depois torturado, executado a tiros, tendo o corpo incendiado junto com o veículo. A mesma quadrilha, a qual pertencem os três acusados, está sendo investigada por pelo menos mais oito assassinatos e diversas tentativas de assassinatos apenas em Visconde de Itaboraí.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 2 =