Senhor das Armas é preso e transferido para São Gonçalo

Apontado como o maior fornecedor de armas para os criminosos do Estado, Leonardo Santos Carvalho, conhecido como Senhor das Armas (ou PQD) foi preso no Rio de Janeiro na quarta-feira por policiais civis de São Gonçalo. Na operação ele chegou a trocar tiros com os agentes e foi ferido. Por conta do perigo dele ser resgatado, Leonardo foi encaminhado para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, onde permanece desde ontem sob forte aparato de segurança.
De acordo com a Polícia Civil, homens da 73ª DP (Neves) prenderam Leonardo no bairro de Gericinó, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. No momento da prisão, o criminoso reagiu disparando contra os policias. Ele foi ferido por estilhaços e encaminhado ao Hospital Municipal Albert Schweitzer, onde permaneceu até ontem, mas por seu reduto criminoso ser na Vila Aliança, as forças policiais acharam mais prudente transferir o criminoso para uma unidade mais afastada, para impedir possíveis tentativas de resgate.
Leonardo pertencia a quadrilha que age na comunidade da Vila Aliança, em Bangu, onde exercia sua estratégia de negócio. Nesta região, por conta do forte poder de fogo se sentia tranquilo e seguro e dificilmente saiía de dentro da comunidade, resolvendo todos os negócios a partir de lá. De acordo com a Polícia Civil, a investigação aponta que ele fornecia armas para todos os tipos de criminosos, desde traficantes até milicianos, que foi onde os agentes da 73ª DP iniciaram a investigação.
A partir de informações obtidas por cruzamentos de dados telefônicos bem como movimentações financeiras do Senhor das Armas e seus subordinados, a Polícia conseguiu localizá-lo na tarde de quarta-feira.
Ex-integrante da Brigada Paraquedista, Leonardo PQD já era procurado pela Polícia por se tratar de um dos maiores fornecedores de armas e munições do Estado. Em uma apreensão feita pela PRF que ele tentava trazer, foram apreendidas mais de 35 mil munições.
Em dezembro ele já havia fugido do cerco policial, durante uma operação da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), para desmantelar a quadrilha. Na ocasião, 10 pessoas foram presas, tanto no Rio de Janeiro, quanto em Mato Grosso do Sul. Nesta ação que os policiais conseguiram filmar uma negociação entre Leonardo e um traficante paraguaio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *