Semana do dia dos pais aquece vendas no comércio de Niterói

A expectativa dos lojistas é de um aumento nas vendas em torno de 20%.

O Dia dos Pais será comemorado no próximo domingo (8). Segundo estimativa divulgada na última quinta-feira (29) pela Confederação Nacional do Comércio, de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em relação a esse mesmo período, no ano passado, a previsão é de um aumento de 13,9% das vendas do comércio varejista. De acordo com a entidade, nesse período as vendas devem alcançar a marca de R$ 6,03 bilhões em todo país. Em Niterói, os lojistas da cidade projetam um aumento ainda maior, na casa dos 20%.

Nessa segunda-feira (2), as tradicionais lojas especializadas em moda masculina de Niterói deram largada a semana do dia dos pais dando os últimos retoques na decoração de suas vitrines. As novidades e os cartazes promocionais lembram os clientes da importância da data. Numa das lojas de moda masculina mais tradicionais do Centro de Niterói, a manhã foi de mudança da vitrine.

De acordo com a lojista Shelly Fortuna, proprietária da loja, “para o setor de moda masculina, o dia dos pais é a segunda data mais importante do calendário, perdendo apenas para o natal. Certamente, sempre se cria uma expectativa muito boa para as vendas do dia dos pais. Claro que, esse ano, nossa expectativa considera os efeitos da pandemia e esse crescimento se refere às vendas do ano passado, quando o setor ficou praticamente parado”, afirma a lojista.

Foto: Marcelo Feitosa

Shelly explica que, mesmo com a reabertura do comércio, em abril desse ano, as vendas seguem abaixo do período anterior à pandemia. A lojista afirma que o volume atual das vendas em seu comércio representa apenas 50% das vendas realizadas no mesmo período, em 2019.

“Mas sempre há uma expectativa de melhora, especialmente nessa semana de dia dos pais, que esse ano, devido a onda de frio provocada por esse inverno mais rigoroso, ajudará na venda de produtos com ticket médio mais elevado, como jaquetas, agasalhos e roupas de inverno em geral”, destaca a lojista.

Nas lojas, os clientes comprovam o relato da lojista. O representante comercial, Diógenes Saldanha, 42 anos, saiu em busca de um cassaco para presentear o pai, já nesta segunda-feira (2). “Meu pai me ligou ontem reclamando que está sem roupa para enfrentar esse frio. Resolvi passar hoje na loja e antecipar meu presente. Vou ter que entregar com uma semana de antecedência, mas não posso deixar meu pai sofrendo com esse frio”, desabafou Diógenes enquanto escolhia o cassaco para presentear o pai.

De acordo com um levantamento realizado pela CDL Niterói, há uma expectativa de aumento do fluxo de vendas, pois uma pesquisa realizada pela entidade sugere que 73% dos entrevistados pretendem comprar presente em comemoração ao dia dos pais. De acordo com a pesquisa, as pessoas pretendem gastar em torno de R$ 200,00 na compra do presente

Os principais itens citados na pesquisa, destacam-se vestuário (58 % ); perfumaria (32%); calçados (10%).

De acordo com o presidente da CDL Niterói, Luiz Vieira,a modalidade de compra mais procurada no atual momento é o e-commerce (venda eletrônica). Segundo Vieira,“os consumidores já estão acostumados a comprar pela internet, sendo que muitos deixam para finalizar suas escolhas em última hora percorrendo as ruas e visitando as lojas”, esclarece o presidente.

O presidente da CDL destaca que “a retomada da economia e o avanço da vacinação em todo o país parecem trazer também um cenário de aquecimento das vendas para o Dia dos Pais”, afirma.

A pesquisa encomendada pela CDL também sugere que os consumidores pretendem comprar, em média, 1,9 presentes. Com isso, estima-se movimentar no comércio cerca de 22,35 bilhões de reais, um crescimento de 25% em relação a 2020, sem considerar os efeitos da inflação.

Já entre aqueles que pretendem gastar menos, 86% citam haver influência do cenário de pandemia. Desse modo, 40% querem economizar, 25% estão com o orçamento apertado, 23% citam as incertezas do cenário econômico e 20% estão desempregados.

A grande maioria dos consumidores (83%) pretende pagar o presente à vista, principalmente no dinheiro (34%), no cartão de débito (27%) e no PIX (22%). 36% preferem pagar a prazo, principalmente com parcelas no cartão de crédito (32%). A média geral é de 3,9 prestações.

Entre os entrevistados, 63% pretendem presentear o próprio pai, 21% o esposo, 15% o pai de seus filhos e 12% o sogro. O principal local de comemoração da data será na própria casa (43%) e na casa do pai (31%).

Luiz Vieira destaca “que assim, o lojista aguarda um excelente dia de trabalho com aumento no volume de vendas, já que também estamos em processo de retomada econômica. A CDL Niterói está em fase de produção da campanha para o dia dos pais focando no incentivo ao consumo valorizando o comércio de Niterói”, conclui o presidente da entidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − um =