Semáforos de SG representam perigo a pedestres e motoristas

Augusto Aguiar

Para quem trafega por bairros de São Gonçalo sabe que o perigo está em cada esquina. Em determinadas vias, algumas delas com cruzamentos perigosos, não há sinais de trânsito sincronizados, em outros trechos sequer existem semáforos e ainda em outros mais não se tem notícias de guardas de trânsito para orientar os condutores e muito menos placas indicativas.

“Aqui no Barro Vermelho é assim. Já perdi a conta de quantos acidentes assistimos aqui. Até uma viatura policial já bateu ao tentar cruzar essas ruas. Ninguém toma qualquer providência, colocando um guarda de trânsito, uma placa indicativa, um redutor de velocidade ou um sinal. Há anos que é assim. É comum os motoristas que vêm da BR-101, que não conhecem bem o local e desejam chegar no bairro Santa Catarina, por exemplo, fazerem confusão e cruzarem uns na frente dos outros por aqui. É caminhão, é ônibus, motocicleta. Imagina então para o pedestre atravessar”, afirmou o comerciante Jadir Correia, diante do cruzamento da Travessa Francisca, com Rua Lúcio Tomé Feteira, Doutor Jurumenha e Rua Primeiro de Maio.

Não muito distante dali, no bairro do Pita, na Rua Dr. Porciúncula, transeuntes estudam alternativas para atravessar a via de mão dupla. Em frente à Escola Estadual Cônego Goulart um semáforo queimado e em péssimas condições de conservação permanecia sem providências, enquanto veículos passavam rapidamente oferecendo um risco para quem tentava atravessar a rua.

“Não adianta reclamar e pedir providências. As autoridades não fazem nada. Esse sinal está apagado há muito tempo. É um perigo pra nós e para os estudantes, que passam distraídos falando ao celular”, afirmou João Carlos César, morador do bairro.

Sobre o problema apresentado na cidade, a Prefeitura de São Gonçalo respondeu: “A secretaria de Transportes de São Gonçalo informa que já iniciou um programa de revitalização e aperfeiçoamento da sinalização de trânsito de todo o município. Dentro desse programa já foram feitas a sinalização e pintura de rampas de acesso para pessoas com deficiência, foram instalados mais de 300 novos abrigos de passageiros nos principais corredores viários, além de renovados semáforos, a sinalização horizontal e a vertical (faixas de pedestre e faixas contínuas). Nesse trabalho também foram mapeados postes de sinalização que necessitam de reparos. O programa terá continuidade após o período eleitoral, beneficiando outros bairros do município”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − nove =