Sem ter para onde correr: Unimed descredencia Hospital Geral do Ingá

O Hospital Geral do Ingá (HGI), em Niterói, vai ficar sem atendimento pelo plano de saúde Unimed Leste Fluminense. O convênio pediu o descredenciamento da unidade e não vai renovar o contrato, que vence na próxima terça-feira. Até a data, os atendimentos no local estão garantidos. O motivo seria a crise financeira que o plano de saúde vem enfrentando na região.


A medida adotada pela operadora irá afetar os atendimentos, consultas, exames, procedimentos cirúrgicos e até internações. Além de perder uma referência na área de urologia e nefrologia, que há décadas atende pacientes de Niterói e de todo o Estado do Rio de Janeiro e que conta com mais de 132 leitos especializados.


O Hospital Geral do Ingá informou em nota que “não abre mão de ter foco na qualidade assistencial prestada ao paciente em primeiro lugar” e “que sempre se manteve aberto ao diálogo com as operadoras, tendo como prioridade buscas das melhores opções do setor e do paciente”.


“HGI trabalha pela sustentabilidade setorial, adotando as melhores práticas de gestão, e trabalhando com novos modelos de remuneração juntos as suas diversas operadoras de saúde parceiras que compartilham o valor de se oferecer a sociedade o melhor que a medicina tem”, disse no texto.


A atitude da Unimed repercutiu mal entre pacientes, que criticaram a postura da operadora. “Equipe nota mil. Parabéns a direção do HGI por nos oferecer um hospital tão completo. O HGI é a melhor unidade que temos em Niterói. Galera vamos ligar para a Unimed e falar que não aceitamos o descredenciamento do HGI. É para o nosso bem. Estou muito preocupada com essa situação”, disse Leila Reveles.

Abaixo-assinado contra a Unimed Leste Fluminense
Os usuários do plano de saúde também atuam contra medida adotada por essa operadora para descredenciar o Hospital Geral do Ingá (HGI) impossibilitando que os pacientes tenham acesso a unidade. Eles fizeram um abaixo-assinado com objetivo de manifestar o desejo de usuários do plano de saúde da Unimed Leste Fluminense de que as pessoas e autoridades competentes tomem as devidas providências para que haja a permanência do HGI e conveniada à Unimed.


“Assim, vamos garantir ao usuário o direito de escolher em qual hospital deseja fazer os seus exames, evitando que seja direcionado ou obrigado a ser atendido por algum estabelecimento que não seja de sua preferência”, disse Ronaldo Rezende, que paga o plano de saúde para seus filhos.
Segundo o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) todas as operadoras de saúde têm a obrigação de comunicar aos usuários o descredenciamento de qualquer clínica ou hospital de sua rede de atendimento, mesmo que a rescisão do contrato não tenha partido da administradora do plano, mas, sim, da entidade hospitalar. O entendimento é da Terceira Turma do STJ.

Procurada, a Unimed Leste Fluminense não se manifestou até o fechamento desta edição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *