SEJA SEU PORTA-VOZ

PATRÍCIA TAVARES –

Não se consegue avaliar o que o outro sente e pensa mesmo com empatia, pois temos limitações para entender, avaliar, e mesmo conseguindo isso, não se consegue ser totalmente neutro. Quando se tenta compreender sentimentos, reações dos os outros, mesmo quando se tem mais amor, mais proximidade, a percepção será de acordo com a sua vivência, de acordo com seus sentimentos.
É importante poder falar de tudo e dizer o que sente, mas bom mesmo é poder falar dos pensamentos livremente.
Não espere que ninguém adivinhe. O saudável é que cada um consiga traduzir o seu interior, comunicar, nada substitui isto, nem ninguém. Fale sobre você.
É sempre melhor ser o seu porta voz, não transferir esta tarefa para outras pessoas.
É preciso aperfeiçoar a comunicação interna como a externa, pois a comunicação externa será cada vez melhor na medida que a comunicação interna se aperfeiçoa. É importante distinguir suas limitações dos receios, das dificuldades. Entender o que já pode ser considerado superação do que ainda necessita de cuidado, de atenção e de todo o seu respeito para um dia superar.
Ninguém existe em mundo zerado de conflitos. Não é vergonha assumir que ainda tem muitas dificuldades para vencer.
Entender um pouco das suas dores, das dores do outro permite “compreender”, ter mais respeito pela outra pessoa, assim como, a si mesmo. Ajuda a entender a ter aceitação. Cada um tem o seu universo, suas possibilidades.
Cada um está em um momento, somos diferentes uns dos outros, algo que já sabe de “cor e salteado” o outro ainda desconhece, e vice versa.
Cada um tem seu grau de amadurecimento, de consciência, de conhecimento. É importante respeito as possibilidades dos outros e também as suas.
O Aprimoramento é gradual, contínuo.
As pessoas contribuem como conseguem, com o que já adquiriram e não com que deseja, quer ou imagina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *