Seis horas inéditas dos Beatles na TV; a partir de quinta-feira, dia 25

Luiz Antonio Mello

Infelizmente é só para assinantes do canal Disney +.  A partir de quinta-feira que vem, dia 25, vai ser exibido o documentário “The Beatles: Get Back”. As seis horas de duração vão ser divididas em três episódios de duas horas cada, dias 25, 26 e 27.

Dirigido por Peter Jackson, o filme utiliza imagens e áudios captados em janeiro de 1969 por Michael Lindsay-Hogg, incluindo várias sequências inéditas feitas durante os ensaios e as sessões de gravação do álbum Let It Be.

Jackson foi convidado por Paul McCartney para mergulhar no cofre que guardava mais de 50 horas de imagens inéditas e 150 de áudio do filme “Let it Be”. Ele fez uma versão mais solar do filme que registrou o fim da banda.

O diretor neo zelandês Jackson, que usou tecnologia de ponta para restaurar as imagens (parece transmissão ao vivo) diz que “fiquei aliviado ao descobrir que a realidade é diferente do mito. Depois de rever os materiais coletados por Michael Lindsay-Hogg dezoito meses antes da separação, descobri um documento histórico inestimável. Claro, existem tensões, mas nenhuma das discórdias frequentemente associadas a este projeto. Observar John, Paul, George e Ringo trabalhando juntos para criar esses clássicos não é apenas fascinante, mas também engraçado, emocionante e surpreendentemente íntimo.”

A febre das bicicletas motorizadas

Como se sabe, a pandemia fez o mundo andar de bicicleta. Milhões de pessoas optaram por pedalar com o vento na cara a correr o risco de contrair a Covid 19 em trens, metrôs, ônibus.

Nas lojas especializadas de Niterói, os estoques chegaram a zerar e houve filas de espera. Correndo por fora as bicicletas motorizadas acabaram ocupando um generoso espaço. Tanto as elétricas (caríssimas) como as com motor a gasolina (bem mais em conta) tem vendido muito.

Descendentes da Velosolex e Mobilete dos anos 1970, as bicicletas a gasolina podem ser compradas prontas ou o consumidor pode adquirir o kit do motor e montar na sua bike comum. Claro, a bicicleta tem que estar em excelente estado e sofrer pequenas adaptações como aros e corrente reforçados, garfo com amortecedores.

O kit do motor custa em torno de R$ 700,00 em lojas confiáveis na internet. Já a bicicleta 0 km, motorizada de fábrica, custa em torno de R$ 2.300,00 na montadora mais conhecida, a Bicimoto (www.bicimoto.com.br).

Segundo os ciclistas o motor mais popular é o de 2 tempos, 80 cc, capaz de rodar 60 quilômetros com um litro de gasolina. A velocidade de cruzeiro é 50 km/h e a máxima 60 km/h. Por isso, está entre as preferidas do pessoal que trabalha com delivery.

Livraria da Travessa de Icaraí já é estrela na rede

Inaugurada há um ano, no meio da pandemia, a Livraria da Travessa de Icaraí já está entre as cinco que mais faturam em toda a rede.

O empresário Rui Campos, dono do grupo Travessa, se orgulha da bela filial de Icaraí com os seus três andares oferecendo milhares de livros e afins. Vive lotada. Está pousada na Tavares de Macedo, 240.

Mulheres e homens festejam a chegada da Depile-se Icaraí

Vamos falar de bem estar e autoestima porque merecemos. Leitoras e leitores aprovam com louvor a “Depile-se Icaraí” (https://www.instagram.com/depileseicarai/ ) que também chegou a Niterói no auge da pandemia trazendo muita tecnologia e reconhecimento nacional.

Oferece um grande leque de serviços como depilação diferenciada, com sete tipos de cera a base de argila branca exclusiva, produzida em fábrica própria. Com tecnologia italiana, garante menos dor e muitos outros benefícios.

Dispõe também de serviços de sobrancelha, como design, micropigmentação e light shadow (uma técnica de micropigmentação exclusiva, com efeito natural perfeito), limpeza pele, dermopuntura (tratamento facial que ameniza linhas de expressão) e regeneração corporal (tratamento que estimula a produção de colágeno, regenera e clareia a pele).

Fica no shopping Crystal Mall, rua Ator Paulo Gustavo, 217, loja 205. Contatos (21) 97289-6183 (WhatsApp) e (21) 3629-3237. @depileseicarai .

Cervejaria Masterpiece é premiada na Inglaterra

A cervejaria niteroiense Masterpiece, do empresário André Valle, conquistou três medalhas no renomado concurso The Internacional Beer Challenge 2021, em Londres.

Foram duas medalhas de prata na categoria Flavoured Beers. Uma, já clássica: a Mona Lisa. Em seu interior, uma Catharina Sour com Morango e Seriguela, para celebrar o primeiro estilo reconhecidamente brasileiro. A cerveja, primeira a ser lançada em nossa Linha Premium, possui 473 ml e é envasada em pequenos lotes, não pasteurizados.

A segunda medalha ficou a cargo da Van Gogh, uma Dark Sour com Mirtilo e Framboesa, que foi criada inicialmente para a Linha Experimental e agora faz sua estreia na Linha Premium. Já na categoria Product Range – que premia o design – a Linha Premium da Masterpiece foi considerada a terceira mais bonita do mundo.

O concurso, que recebe inscrições de renomadas cervejarias de mais de 40 países anualmente, como Firestone, Duvel, Brouwerij Bosteels e Samuel Adams, valoriza a habilidade do cervejeiro e é um símbolo de qualidade reconhecido internacionalmente. Entre os juízes, estão mais de 70 redatores especializados, cervejeiros e analistas de sabor. As cervejas vencedoras e as com melhor desempenho geral na competição são apresentadas no Brewers Awards.

A fábrica da Masterpiece, a mais sustentável do mundo, fica em Piratininga. Conheça em www.cervejariamasterpiece.com.br .

Enel no século 19

Há 15 dias, por volta das 9 da noite, um transformador da Enel explodiu na rua Alvares de Azevedo perto da Tavares de Macedo. A luz só voltou por volta de uma e meia da madrugada.

Isso em uma noite fria e calma. Imaginem no verão quando os que podem pagar a bandeira vermelha patamar 2 ligarem o ar condicionado.

Que tal a Câmara dos Vereadores convidar a empresa para falar dos investimentos (?) que faz na cidade?

Contato: luizantoniomellomail@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − dez =