Seguranças tentam impedir padre Omar de celebrar batizado no Cristo Redentor

O reitor do Santuário do Cristo Redentor, padre Omar Raposo, foi impedido, na manhã deste sábado (11), de acessar o templo. O religioso iria celebrar um batizado mas teve a entrada negada por seguranças do Parque Nacional da Tijuca, no acesso ao alto do Corcovado.

De acordo com o padre, ele e sua comitiva receberam a infromação de que a entrada “não estava autorizada”. O Santuário ainda alega que a entrada da criança, pais e padrinhos também foi impedida, em um primeiro momento. A cerimônia, que estava prevista para as 7h30min, só pôde ser realizada cerca de duas horas depois.

É importante ressaltar que o local onde está o monumento, no topo do Corcovado, é de propriedade da Arquidiocese do Rio de Janeiro. Contudo, os acessos no entorno são administrados pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O Santuário emitiu nota de repúdio contra o instituto.

“Nos últimos meses, a postura dos seguranças do Parque Nacional da Tijuca tem sido hostil em relação ao reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar, e aos funcionários do Santuário”, diz o comunicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =