Secretaria de Estado de Agricultura realiza ações de vigilância sanitária contra peste suína

Os técnicos da Defesa Agropecuária da Secretaria de Estado de Agricultura estão realizando vigilância clínica e sorológica em criações tecnificadas e não tecnificadas de suínos.

A estimativa é que participem do inquérito cerca de 50 propriedades, distribuídas pelo território fluminense, com amostragem de mais de 400 suínos. Além das propriedades onde serão realizadas as colheitas de amostras, outras 10 passarão por inspeção clínica dos animais existentes.

Trata-se da colheita de amostras de sangue de um percentual dos animais maiores de oito meses existentes no plantel, para avaliação da possibilidade de circulação do vírus da PSC. As amostras são enviadas aos laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura.

Alguns dos sinais clínicos nos animais

  • Febre e diminuição do apetite;
  • Animais apáticos e amontoados/agrupados;
  • Manchas vermelhas/hemorrágicas na pele;
  • Extremidades arroxeadas (orelhas, membros, focinho e cauda);
  • Sintomas neurológicos (tremores, convulsões, incoordenação motora);
  • Morte em 5 a 14 dias depois do início da doença;
  • Mortalidade próxima a 100% em animais jovens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.