Secretaria concede ‘Oscar’ a empresas amigas da terceira idade

Anderson Carvalho –

As instituições e empresas de Niterói viveram ontem, no Teatro Municipal João Caetano, no Centro, uma noite digna de Oscar, a famosa estatueta dada aos profissionais de cinema em Hollywood (EUA). A Secretaria Municipal do Idoso premiou 14 empresas e instituições da cidade com uma estatueta com a cara da americana, no ‘Prêmio Amigo do Idoso 2017/2018’. Entre os premiados, o jornal A TRIBUNA. Quem recebeu foi o diretor-presidente, o jornalista Jourdan Amora.

O prêmio foi dado a quem apoiou a política em defesa da causa do idoso. A solenidade também serviu para celebrar um ano da criação da pasta, que antes era uma coordenadoria.

“Agradecemos ao prefeito Rodrigo Neves, que teve a sensibilidade de criar a secretaria. Bem como a sanção da lei que criou o Conselho Municipal do Idoso. Além disso, este ano destinou R$ 1,6 milhão para a implantação do Centro de Atendimento ao Idoso. O prêmio é para empresas e instituições que trabalharam em prol dos idosos nos últimos dois anos. Soubemos que Niterói é considerada a segunda melhor cidade do país para os idosos viverem. Queremos que seja a primeira”, declarou o secretário do Idoso, Beto Saad.

Ao entregar o prêmio a Jourdan Amora, o secretário afirmou a importância de Jourdan Amora e do jornal A TRIBUNA para Niterói.

“Esse homem é a enciclopédia de nossa cidade. O jornal A TRIBUNA sempre divulgou as atividades de nossa pasta e defendeu a política do idoso”, afirmou.

Ao receber a estatueta, Jourdan lembrou que não ia ao Teatro Municipal desde 1971.

“Me veio a lembrança que este lindo teatro ficou fechado durante tanto tempo e depois foi reaberto após uma campanha nossa. Durante a ditadura fizemos um festival de teatro que durou uma semana e lotamos este espaço todos os dias. Muita gente achava que não iria encher”, recordou.

Outros homenageados foram a primeira-dama, Fernanda Sixel, que dirige a ONG Niterói Mais Humana; o presidente da Câmara Municipal, Paulo Bagueira (SD), a geriatra Fátima Christo, do Point do Idoso; Luigi Paludo, sócio do restaurante Família Paludo; a Defensoria Pública do Estado; o Detran; Grupo Arte de Dançar; o Ministério Público Estadual; Niterói Shopping; NitTrans; Projeto Gugu; Projeto Bem Vividos; a rede de supermercados Diamante a Ocean Farma.

Houve ainda apresentações artísticas, como a do violinista Caio Duarte; o coral e o grupo de dança do projeto Gugu; um grupo do Bem Vividos que dançou sob a música “New York, New York”; sapateado da Casa de Dança Andréia Perestrelo e do cantor Otávio Almeida com o maestro Moisés Pedrosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + um =