Saúde de São Gonçalo presta conta em audiência pública

Com o objetivo de esclarecer algumas informações referentes à saúde de São Gonçalo, principalmente em relação às atividades desenvolvidas devido ao coronavírus, o secretário municipal de Saúde, Jefferson Antunes, esteve na Câmara Municipal de São Gonçalo durante a primeira sessão por videoconferência para conversar com os vereadores.

O secretário deixou claro que o isolamento social é importantíssimo para o controle da doença e que não será flexibilizado enquanto a curva de contaminação do Covid19 estiver ascendente. Ele ainda ressaltou que os números podem aumentar nos meses de junho e julho por conta das temperaturas mais baixas, que propiciam o desenvolvimento de outras doenças virais e respiratórias.

“Estamos com toda a atenção básica funcionando, há polos e hospitais de referência para o coronavírus, implantamos atendimento por telemedicina, temos ambulâncias exclusivas para o transporte e todos os profissionais de saúde estão recebendo os EPIs (equipamentos de proteção individual). Hoje, ainda, não estamos em colapso. Mas com todos os nossos esforços, já está difícil”, disse Jefferson, que também é médico.

O secretário tirou, ainda, dúvidas dos vereadores sobre a testagem para a doença, novos leitos que estão sendo abertos em hospitais e uso da verba para a construção do Hospital de Campanha no Mauá, que é de competência do Governo do Estado. “Não adianta fazer testes em massa porque não teremos resultados significativos, pois a confirmação da doença só aparece a partir do sétimo dia de contaminação. Por isso, a importância das pessoas permanecerem em isolamento social. Há pessoas assintomáticas que transmitem e estão nas ruas”, explicou o secretário.

Com a proliferação da doença em crescimento na cidade, a Prefeitura de São Gonçalo está preparando novos leitos nos hospitais que já estão em funcionamento e, na próxima semana, abrirá mais 30 leitos no Hospital Franciscano, em Lagoinha, que pode chegar a 80. Jefferson esclareceu para a população sobre a construção do Hospital de Campanha.

“São Gonçalo não recebeu nem um centavo para o Hospital de Campanha. A verba é do Governo do Estado e a responsabilidade pela abertura e funcionamento também. Apresentamos projetos e outros terrenos e eles não aceitaram. Ainda esperamos a ajuda do Governo do Estado”, contou o secretário.

BOLETIM — De acordo com o boletim atualizado da Secretaria Municipal de Saúde, a cidade de São Gonçalo registrou mais cinco óbitos em decorrência do novo Coronavírus (Covid-19), nesta quinta-feira (28), chegando a 159 no total. Ao todo, foi contabilizado 7746 casos suspeitos, 1449 confirmados, 633 descartados, 213 curados, 159 óbitos confirmados e 26 óbitos em investigação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − 5 =