Saúde de Niterói está convocando para aplicação da segunda dose

O secretário de saúde de Niterói, Rodrigo Oliveira, reforçou que a aplicação da primeira dose da vacina está suspensa já que a cidade não recebeu um segundo lote. O secretário convocou ainda a população para tomar a segunda dose do imunizante contra a Covid-19. Ele pediu para que todos que já receberam a primeira dose, fiquem atentos a data que deve retornar ao posto de vacinação.

“A responsabilidade por armazenar as doses que vão ser aplicadas como segunda dose nas pessoas, é do município. Mas a responsabilidade da entrega das doses é do plano nacional de imunização. Infelizmente, como vocês têm acompanhado, essa entrega tem sido feita de forma irregular. Por isso, como a gente vem vacinando bastante e de forma rápida, por não ter recebido mais vacinas, a gente vai ter que suspender a partir do sábado (24) a vacinação para primeira dose”, disse.

Rodrigo lembrou que quem já tomou a primeira dose no município, está com a segunda dose garantida e deve procurar o posto de vacinação. “Nos próximos dias temos a previsão de mais de 12 mil pessoas que precisam tomar a segunda dose. Portanto, não exite. Olhe na caderneta quando recebeu a primeira dose, e na data marcada vá ao posto de vacinação, porque essa segunda dose é decisiva para garantirmos a eficácia da vacina e proteger a você e toda a cidade”.

Novo lotes de vacinas

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) entregou na sexta-feira (23) cerca de 5,2 milhões de vacinas contra Covid-19 ao Programa Nacional de Imunizações (PNI), 500 mil doses a mais das 4,7 milhões previstas inicialmente para esta semana. O Estado do Rio recebeu 480 mil dessas doses. Se a quantidade de doses recebidas regularmente pelo município de Niterói se repetir, a cidade receberá cerca de 14.500 doses. Sendo possível assim, aplicar a segunda dose nas 12 mil pessoas previstas pelo secretário de saúde. E ainda seria possível montar um calendário de primeira dose com as que sobraram.

De acordo com a prefeitura, não é possível prever a quantidade exata de doses que irão receber. Somente depois de saber a quantidade recebida, a cidade poderá montar um calendário de segunda dose, e posteriormente, um de primeira dose, caso seja possível.

A Fiocruz é responsável pela produção da vacina de Oxford/Astrazeneca. Com isso, a fundação totaliza cerca de 20 milhões de vacinas entregues ao Ministério da Saúde.

O cronograma de entregas pactuado com o Ministério da Saúde continua seguindo o esquema de entregas semanais, agora às sextas-feiras, e está sujeito à logística de distribuição definido pela pasta, como no caso do Rio de Janeiro, além dos protocolos de controle de qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − cinco =