São Judas Tadeu atrai mais de 15 mil fiéis

Cerca de 15 mil pessoas passaram pela Paróquia São Judas Tadeu, em Icaraí, na Zona Sul de Niterói, durante a comemoração no dia do santo que dá nome a paróquia, que é conhecido como o santo das causas impossíveis. O Arcebispo Metropolitano de Niterói, Dom José Francisco Rezende Dias, esteve na igreja e celebrou uma das missas do dia da comemoração. Milhares de pessoas também lotaram as areias da Praia de Icaraí para assistirem a missa campal, que depois da benção final seguiram em procissão luminosa pelas ruas do bairro.

No dia do padroeiro da Igreja, a Paróquia São Judas Tadeu apresenta aos fiéis uma das relíquias mais importantes, um relicário com fragmentos dos ossos de São Judas Tadeu, certificado pelo Vaticano. Normalmente ele fica guardado dentro da paróquia, mas no dia das comemorações ele é apresentado ao público. A data também é de comemoração para Niterói, pois a paróquia em Icaraí completa também 57 anos além dos 55 anos de sacerdócio Arcebispo Emérito da cidade, Dom Alano Maria Pena.

1 - IMG_9273

Nem a chuva que chegou em Niterói foi capaz de esvaziar as missas, mas atrapalhou a bênção dos carros, que não aconteceu por conta do temporal. A festa na paróquia começou logo cedo, às 7h, com a primeira missa da programação especial, mas a celebração mais esperada foi às 10h, com Dom José Francisco. “Todo ano eu venho do Fonseca e nem a chuva de hoje me impediu. Sou devota. Muitas vezes eu pedi e São Judas me atendeu”, contou Amélia de Oliveira, de 43 anos.

Além das missas, uma estrutura foi montada na Avenida Almirante Ary Parreiras, com barracas. Às 19h30min foi a vez da missa campal que foi celebrada pelo Arcebispo Emérito seguida da tradicional “procissão luminosa”, que completou as comemorações do dia do também padroeiro do Flamengo. “São Judas é um apóstolo muito conhecido em nosso meio e ele nos encoraja a construir o dia a dia conforme ele aponta Jesus, nossa esperança”, comentou Dom Frei Alano Maria Pena.

A multidão seguiu a Praia de Icaraí passando pela Lopes Trovão, Coronel Moreira César, Oswaldo Cruz e retornando para a igreja no final da praia. Emoção, agradecimento, promessas e muita alegria e devoção marcaram a caminhada. A universitária Thays Souza, de 23 anos, foi batizada em uma igreja de São Judas no Nordeste e, morando há um ano em Niterói, fez questão de conhecer de perto a festa. “Amei conhecer essa paróquia e tudo foi muito bonito. Gosto desses eventos que renovam a nossa fé”, sintetizou.

Já a instrumentadora cirúrgica Delva Luchetta, de 38 anos, participa ‘desde que se entende por gente’, como ela mesmo brincou, das homenagens para São Judas. “Trago as crianças da família e somos muito assíduos na paróquia. Ele merece todas as homenagens”, explicou a mãe da Sofia e tia da Isabela e Lívia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + dezenove =