São Gonçalo terá Restaurante Popular e Café do Trabalhador

São Gonçalo ganhará em breve um Restaurante Popular e ainda terá o retorno do Café do Trabalhador. O anúncio foi feito na segunda-feira (12) pelo prefeito Nelson Ruas (PL) em suas redes sociais, que postou que teve a informação durante uma reunião com o secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Bruno Dauaire, na sede da Prefeitura.

De acordo com a prefeitura de São Gonçalo, o restaurante vai servir 1,5 mil refeições diárias; já o Café do Trabalhador será oferecido logo nas primeiras horas do dia, com um café com leite, pão e uma fruta, ambos a preços populares. As iniciativas vão de encontro às necessidades econômicas da população, agravadas pela pandemia do coronavírus.

“Na atual situação econômica provocada pela pandemia, com grandes índices de desemprego, a vinda do restaurante popular para São Gonçalo vai trazer um benefício enorme para nossa população, que vai poder fazer refeições dignas, garantindo alimentação de qualidade”, disse o prefeito.

O local e a data para a implantação do novo restaurante ainda serão definidos pela prefeitura. Depois de escolhido o local, uma equipe da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos virá a São Gonçalo fazer uma avaliação prévia. Foi acertado que o restaurante será instalado em uma área de grande fluxo de pessoas, como o Centro ou o bairro Alcântara, que possui ligação com todo o município por meio das linhas de ônibus municipais.

“São Gonçalo merece ter um restaurante popular. Uma cidade populosa, grande e complexa dentro da questão orçamentária. Sabemos da dificuldade em administrar um município dessas dimensões. Com a pandemia, o quadro de desigualdade social no município se agravou e, a pedido do governador Cláudio Castro, o Estado chega no município com essa frente social para amparar as pessoas que mais precisam do poder público”, disse o secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Bruno Dauaire.

No legislativo municipal, a vereadora Priscilla Canedo (PT) havia apresentado recentemente uma indicação legislativa para a criação do restaurante. Ela afirma que a insegurança alimentar é cada vez maior no país e atinge em cheio São Gonçalo, onde milhares de pessoas estão com dificuldades de colocarem comida na mesa. “Fui até Niterói, para ver de perto o funcionamento lá e tive a certeza que São Gonçalo tem a capacidade e a necessidade desse importante projeto. O restaurante popular será fundamental para diminuir as dificuldades que nossa população enfrenta para realizar suas refeições”, afirmou Canedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete + seis =