São Gonçalo tem cinco mortos em confrontos com a PM

Cinco pessoas morreram em confronto com a Polícia Militar, entre quarta e quinta-feira, na cidade de São Gonçalo. De acordo com a corporação, todos são suspeitos de praticarem crimes. Os casos aconteceram no Complexo do Salgueiro e no bairro do Jardim Catarina.

Na manhã de hoje (18), a militares do 7º BPM (São Gonçalo) faziam patrulhamento pela localidade da Ipuca, no Jardim Catarina, quando teriam sido confrontados por dois criminosos, que estavam em uma moto. Os policiais revidaram, dando início ao confronto.

Durante a troca de tiros, um suspeito foi baleado. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, mas não resistiu. A moto e um fuzil, que teria sido usado pela dupla no tiroteio, foram apreendidos. A ocorrência foi registrada na 73ª DP (Neves).

Militares do batalhão realizaram, durante todo o dia de ontem, uma operação no Complexo do Salgueiro. Segundo a corporação, houve registro de vários confrontos entre criminosos e agentes do Grupamento de Ações Táticas (GAT).

O saldo da ação terminou com três suspeitos mortos durante as trocas de tiros, que também chegaram a ser socorridos ao Heat. Após os confrontos, os agentes fizeram um cerco tático, conseguindo apreender dois fuzis, calibre 5.56. O caso foi registrado na 72ª DP (São Gonçalo).

Dois fuzis foram apreendidos no Salgueiro – Foto: Divulgação/PMERJ

Na madrugada daquele dia, uma troca de tiros entre policiais do batalhão e suspeitos de roubos, que estavam em um carro, terminou com um suspeito morto e um comparsa baleado. O tiroteio aconteceu na altura do km 309 da Rodovia BR-101.

Chamou atenção o fato do acusado que não resistiu estar usando um uniforme da Polícia Civil. Até o momento, não há informações precisas em relação ao fato, que está sendo investigado pela 73ª DP (Neves), que fez o registro da ocorrência.

Mortes por intervenção de agente do estado

Em 24 de fevereiro, A TRIBUNA trouxe como destaque a disparada nos índices de morte por intervenção de agente do estado na, cidade de São Gonçalo. Os dados são os mais recentes divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP).

O primeiro mês deste ano teve 28 registros de pessoas que morreram em decorrência de situações do tipo. São 11 ocorrências a mais do que em janeiro de 2020, um aumento de 64,7%. Em relação ao mês anterior, dezembro de 2020, que registrou oito mortes, o aumento é de 250%.

Para efeito de comparação, em maio de 2020, houve 26 casos, contra 13 no mesmo mês, em 2019, o que representou aumento de 100%. A partir de 5 de junho, passaram a valer as restrições impostas pelo STF e, desde então, até o mês de dezembro, os casos reduziram em comparação ao ano anterior. A única exceção foi o mês de novembro, que registrou 19 mortes, contra 17 no mesmo mês, em 2019.

Vítor d’Avila

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − um =