São Gonçalo faz busca ativa para acelerar vacinação

Para conseguir completar a vacinação contra o coronavírus em São Gonçalo, a Secretaria de Saúde traça estratégias com a população. Com busca ativa em residências, os agentes comunitários de saúde estão levantando quem ainda não se vacinou e oferecendo transporte de graça até um ponto de vacinação através de uma parceria com a empresa Uber. 


São Gonçalo já vacinou com primeira dose ou dose única: 629.475 pessoas, 73,89% da população vacinável, um total de 851.886 gonçalenses. Ao todo, 869.645 doses dos imunizantes foram aplicados na população com mais de 18 anos, tanto de primeira quanto de segunda dose. A população em geral com mais de 18 anos, fora dos grupos prioritários elencados pelo Ministério da Saúde, já alcançou 81,13% – 347.122 moradores vacinados de um total de 427.834. Os imunizados (gonçalenses que tomaram as duas doses ou dose única) são 262.298 pessoas, 30,79% do total de 851.886 moradores. 


A secretaria mantém a vacinação para todos os gonçalenses com mais de 18 anos em 12 pontos de vacinação, um com drive thru, amanhã (25). A imunização com a segunda dose das vacinas Coronavac, Astrazeneca e Pfizer também está disponível.   


Para a aplicação da primeira dose, as pessoas com mais de 18 anos precisam levar comprovante de residência, carteira de vacinação e cartão do SUS ou CPF. Para a segunda dose, é obrigatório apresentar documento de identidade e o comprovante de vacinação da primeira dose em São Gonçalo. Os gonçalenses devem chegar até 16h30 nas unidades que atendem até 17h e até 20h30 nas clínicas que atendem até 21h. Aos sábados, os moradores devem chegar até 11h30.


Gestantes – As grávidas que tomaram o imunizante Astrazeneca vão receber a segunda dose da Pfizer ou Coronavac. Vale lembrar que só as grávidas, puérperas e lactantes têm exclusividade para tomar a vacina da Pfizer. Pessoas com comorbidades, doenças neurológicas crônicas e deficiência permanente também podem tomar esta vacina, segundo o informe técnico do Governo do Estado. No entanto, não há exclusividade, já que estes grupos podem ser vacinados com outras vacinas. Para ter escolha do imunizante, o gonçalense deve ter um laudo médico indicando a aplicação da vacina escolhida e os motivos. 


Balanço – Desde o início da campanha, a cidade vacinou 629.475 pessoas com a primeira dose ou dose única. Destas, 22.128 receberam a vacina da Janssen. Ao todo, 32.444 trabalhadores da saúde, 137.326 idosos com mais de 60 anos, 1.692 funcionários e pessoas em Instituições de Longa Permanência (Ilpis), 105 pessoas de residências terapêuticas, dois indígenas, 84.751 pessoas com comorbidades, 1.353 pessoas com deficiência permanente, 8.276 trabalhadores da educação, 383 trabalhadores das forças de segurança e salvamento, 2.894 acamados, 347.122 pessoas da população em geral com mais de 18 anos, 3.590 pessoas privadas de liberdade, 267 pessoas em situação de rua, 311 portuários e 8.959 gestantes, puérperas e lactantes foram vacinados. Ao todo, 240.170 pessoas foram imunizadas com a segunda dose.  


Locais de vacinação– Polo Sanitário Dr. Washington Luiz, Zé Garoto– Salão do Clube Mauá, Centro– Umpa Nova Cidade– Clínica Gonçalense do Mutondo– Polo Sanitário Dr. Hélio Cruz, Alcântara– Clínica da Família Dr. Zerbini, Arsenal– Polo Sanitário Rio do Ouro (não tem Pfizer)– PAM Coelho (não tem Pfizer)– Cras Vista Alegre– PAM Neves– Umpa Pacheco (não tem Pfizer)– Estacionamento da Igreja Universal do Reino de Deus de Alcântara (não tem Pfizer)
 

Ponto com drive thru– Campo do Clube Mauá, Centro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + oito =