São Gonçalo faz ações para prevenção à sífilis

O terceiro sábado do mês de outubro é marcado pelo Dia Nacional de Combate à Sífilis e à Sífilis Congênita, uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) que pode ser prevenida com o uso da camisinha em todas as relações sexuais. Para orientar a população de São Gonçalo e ampliar a testagem desta e de outras ISTs, a Coordenação de IST/Aids e Hepatites Virais da Secretaria Municipal de Saúde vai realizar, a partir da quinta-feira (7), ações em unidades de saúde da cidade em parceria com os programas da Saúde da Mulher, Saúde do Homem e Saúde da Criança.

São Gonçalo registrou, entre janeiro e agosto deste ano, 2.167 casos confirmados de sífilis e outros 312 de sífilis congênita (em bebês de até um ano) dos 14.313 testes realizados. As confirmações nos primeiros oito meses deste ano nos adultos estão muito perto do que foi comprovado em todo o ano passado, um total de 2.171 dos 17.116 testes realizados. Em 2020, a sífilis congênita foi confirmada em 461 bebês.   

“Ao longo dos últimos anos, a sífilis, doença transmissível por bactéria através do sexo, e a sífilis congênita, transmissível para o feto em qualquer etapa da gestação – estão tendo um aumento expressivo. Por isso, é muito importante o sexo seguro, sempre com camisinha. E aqueles que têm alguma dúvida sobre a doença podem procurar a Coordenação de ISTs/Aids e Hepatites Virais, na Parada 40, sempre das 8h às 17h. No local, fazemos os testes diariamente e encaminhamos para o tratamento, caso necessário”, disse Monique Gonzalez, coordenadora do local. 

O objetivo das ações nas unidades de saúde é ampliar o número de gestantes testadas para sífilis, HIV, hepatites B e C e enfatizar a importância do diagnóstico precoce e do tratamento adequado da sífilis na gestante durante o pré-natal, evitando a sífilis congênita nos bebês. Com o foco na diminuição da incidência de sífilis congênita no município, a coordenação irá realizar rodas de conversa com gestantes abordando o tema e realizando a testagem rápida. Em casos reagentes, elas serão encaminhadas e iniciarão o tratamento precocemente. Além das gestantes, os parceiros também serão testados e encaminhados. 

O usuário com o resultado reagente para HIV, Hepatite B e C será encaminhado com guia de referência, resultado de teste rápido e xerox dos documentos (identidade, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência) para as unidades referenciadas de cada doença. “Os exames são realizados durante todo o ano. Mas intensificamos a divulgação neste período do ano por conta do Dia de Combate. É muito importante as pessoas observarem os sinais,  procurar ajuda e fazer o tratamento”, finalizou Monique.

Programação

07/10 – Policlínica Gonçalense de Referência para Doenças Crônicas e Transmissíveis, na Parada 40, às 9h

13/10 – Clínica Municipal Gonçalense do Mutondo, às 10h30

14/10 – Polo Sanitário Augusto Sena, Rio do Ouro, às 9h

20/10 – Polo Sanitário Jorge Teixeira de Lima, Jardim Catarina, às 10h

22/10 – Polo Sanitário Hélio Cruz, Alcântara, às 13h

27/10 – Polo Sanitário Washington Luiz Lopes, Zé Garoto, às 9h

27/10 – Polo Sanitário Paulo Marques Rangel, Porto do Rosa, às 13h30

O que é Sífilis? A doença é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) curável e exclusiva do ser humano, causada pela bactéria Treponema pallidum. Pode apresentar várias manifestações clínicas e diferentes estágios.  

Os sintomas mais comuns da doença são feridas que não doem na genitália, no reto ou na boca. Após a ferida inicial, há uma irritação na pele. Se não tratada e curada devidamente, a doença pode resultar em danos para cérebro, nervos, olhos ou coração.

Os acometidos pela doença podem ter dores nos músculos, fadiga, febre, mal-estar, perda de apetite; dor de cabeça, dor de garganta, erupção nos pés e nas mãos, inchaço dos gânglios ou perda de peso.

Unidades de referência para tratamento de ISts em São Gonçalo

• HIV: Policlínica Gonçalense de Referência para Doenças Crônicas e Transmissíveis, Parada 40 (marcação de segunda à sexta); Polo Sanitário Hélio Cruz, Alcântara (marcação de segunda à sexta) e Clínica da Família Dr. Zerbini, Arsenal (marcação de segunda à sexta).

• Hepatite B e C: Policlínica Gonçalense de Referência para Doenças Crônicas e Transmissíveis (marcação de segunda à sexta) e PAM Alcântara (marcação em dia de sexta).

• Sífilis: Polos Sanitários Hélio Cruz, Alcântara; Jorge Teixeira de Lima, Jardim Catarina; Paulo Marques Rangel, Porto do Rosa; Washington Luiz Lopes, Zé Garoto; Clínica Municipal Gonçalense do Barro Vermelho; Clínica da Família Dr. Jardel do Amaral, em Venda da Cruz; Clínica Municipal Gonçalense do Mutondo; Clínica Municipal Euryclides de Jesus Zerbini, no Arsenal, Policlínica Gonçalense de Referência para Doenças Crônicas e Transmissíveis, na Parada 40, e Polo Sanitário Dr. Augusto Sena, em Rio do Ouro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 9 =