São Gonçalo é a quarta pior cidade em saneamento básico do Brasil

Na segunda-feira (22) foi celebrado o Dia Mundial da Água e o Instituto Trata Brasil publicou o ranking de saneamento onde a cidade de São Gonçalo está na listagem das piores cidades do país. O município aparece em quarto lugar com o pior saneamento básico do Brasil ficando atrás apenas de Belford Roxo (RJ), Rio Branco (AC) e Duque de Caxias (RJ), ocupando a 94º posição na listagem de 100 cidades.

Dados do relatório apontam que o município tem perdas na distribuição de 54,54% de faturamento. Isso significa uma redução de 30.502 ligações entre 2018 e 2019. A cidade investe 2% do que arrecada e apenas 35% da população tem coleta de esgoto e trata somente 14% do esgoto gerado. Outro dado curioso é a perda de água no faturamento que é de 54%, índice muito alto.

“Vimos com preocupação que os municípios mais bem colocados se mantém entre os que mais investem, enquanto as cidades que mais precisam evoluir persistem com baixos investimentos em água e esgotos. Se nada mudar, ampliaremos a noção de termos dois ‘Brasis’… o dos com e o dos sem saneamento”, frisou Édison Carlos, presidente do Instituto Trata Brasil.

Em nível nacional o Brasil ainda não trata 49% do esgoto que gera e todos os dias são despejados 5,3 mil piscinas olímpicas sem tratamento nos mares e rio.

A Cedae foi questionada sobre o assunto mas não se manifestou. A Prefeitura de São Gonçalo também foi perguntada se poderia intervir junto à empresa para melhorar a qualidade de vida dos gonçalenses, mas também não se manifestou.

Raquel Morais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + seis =