São Gonçalo: Distribuição da vacina contra a Covid-19 será concluída na próxima sexta

A prefeitura de São Gonçalo informou que até às 11h desta quinta-feira (21) foram vacinadas 1.500 pessoas da área de saúde e de instituições de longa permanência de idosos (ILPI) com a vacina CoronaVac.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde a distribuição das unidades de saúde termina nesta sexta-feira (22) e a previsão é que, no fim da próxima semana, todo o público-alvo desta primeira etapa tenha recebido o imunizante. Ao todo, foram distribuídas no primeiro dia, 3,4 mil doses da vacina.

O Ministério da Saúde estabeleceu protocolos para cada pessoa vacinada. No momento da aplicação, os beneficiados preenchem ficha e assinam que receberam a vacina. Toda a documentação será lançada no sistema do Ministério da Saúde, chamado de Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunização (SIPNI).

“Esta plataforma foi liberada para um controle muito importante para que as doses não sejam extraviadas”, disse o coordenador de imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Rafael Vidal.


Rafael explicou que primeiro estão sendo imunizados os profissionais que atendem em unidades maiores e que estão na linha de frente. Depois, as distribuições seguirão para os polos, PAMs e postos de saúde.


A vacinação nas ILPIs também começou nesta quarta-feira (20). Diferente das unidades de saúde, onde as doses são deixadas e aplicadas pelos profissionais das respectivas unidades; nas ILPIs, os profissionais da Secretaria de Saúde levam a quantidade destinada a cada instituição e aplicam, retornando com as sobras no mesmo dia.

Na quarta, foi feito o Abrigo Cristo Redentor, em Estrela do Norte, o maior da cidade, onde 177 doses foram aplicadas em idosos e funcionários do local. Nesta quinta-feira (21), o Lar Samaritano, no Zé Garoto, está recebendo a visita dos funcionários da saúde. E, amanhã, será a vez do Amor ao Próximo, no Centro. Todos os outros serão feitos a partir da próxima segunda-feira (25).


São Gonçalo recebeu 13.149 doses da CoronaVac. Nesta primeira etapa, a vacinação será, exclusivamente, para os profissionais de saúde da ativa, idosos institucionalizados e moradores de residências terapêuticas, de acordo com as determinações do Ministério da Saúde. Por enquanto, não haverá vacinação em postos de saúde para a população.


As vacinas para a segunda dose estão sob gerência da Secretaria de Estado de Saúde, na Coordenadoria Geral de Armazenagem (CGA), no Barreto, em Niterói, para garantir que o esquema vacinal aconteça conforme o determinado pelo fabricante, 21 dias após aplicação da primeira dose.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − 3 =