São Gonçalo ampliará número de leitos para pacientes de Covid-19

O prefeito de São Gonçalo, Capitão Nelson, determinou ao secretário de Saúde e Defesa Civil, André Vargas, a ampliação do número de leitos para pacientes de Covid-19 no município. Ao todo, a Prefeitura vai priorizar as ações para abrir até 60 novas vagas até o final deste mês: 20 vagas para o Hospital Franciscano Nossa Senhora das Graças (Hospital das Freiras), na Lagoinha; e 40 para o Hospital de Retaguarda Gonçalense (antigo Menino Deus), no Centro. As duas unidades, que são referência para casos do novo coronavírus, foram vistoriadas pelo prefeito na manhã deste sábado (2).

A primeira vistoria do prefeito teve início por volta das 10h, no Hospital Franciscano Nossa Senhora das Graças, na Lagoinha, referência no atendimento aos casos suspeitos de Covid-19 e também no tratamento aos infectados.

Capitão Nelson foi acompanhado pelo secretário de Saúde e Defesa Civil do município, André Vargas, o subsecretário de Urgência e Emergência, Luiz Fernando Fonseca, e também os vereadores Lecinho (MDB), presidente da Câmara Municipal, e Glauber Poubel (PSD).

Logo na entrada do setor de emergência, o prefeito constatou a falta de cobertura na área onde ficam as pessoas que aguardam o atendimento.

“Vamos chamar engenheiros e arquitetos para avaliar a construção de uma cobertura adequada. A população não pode ficar debaixo de sol e chuva enquanto espera ser atendida”, disse o prefeito.

Capitão Nelson vistoriou todos os setores de atendimento da unidade, como triagem, sala vermelha, enfermarias e CTI. Preocupado com o crescimento dos casos de Covid na cidade, durante conversa com o secretário André Vargas, o prefeito determinou a ampliação do número de vagas no hospital, expandindo de 17 para 25 os leitos de CTI e de 26 para 38 os leitos de enfermaria disponíveis.

Depois, no final da manhã, o prefeito chegou ao Hospital de Retaguarda Gonçalense, antigo Menino Deus, no Centro da cidade, onde o protocolo de segurança para evitar contágio pela covid-19 também foi seguido à risca pelos funcionários do hospital. Aos visitantes foram distribuídas toucas e máscaras descartáveis, álcool em gel e também houve verificação de temperatura.

O hospital possui 14 leitos de CTI e 16 vagas na enfermaria, além de um leito para intubação de pacientes. Trata-se de uma estrutura completamente voltada aos atendimentos de pacientes da covid-19.

Durante a vistoria, o prefeito foi ao segundo andar da unidade, que oferece salas com boa estrutura e possibilidade de expandir o atendimento aos pacientes, necessitando de ajustes como instalação de equipamentos, ar condicionado e rede de gases.

“As salas já estão prontas. Basta instalar as portas, ar condicionado e rede de gases para que esses leitos possam atender a população”, disse Capitão Nelson.

O prefeito ainda determinou ao secretário André Vargas que uma ambulância fique disponível no Hospital de Retaguarda Gonçalense, que atualmente não conta com veículo para remoção de pacientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

sete − 2 =