São Gonçalo adota medidas de restrição mais severas

São Gonçalo anunciou uma série de medidas restritivas que começam a valer a partir de amanhã e vão até o dia 11 de março. Bares, restaurantes, e até mesmo a praça de alimentação dos shoppings, só poderão funcionar até às 18h. Boates, casas de shows e de eventos deverão ficar fechadas.

Depois que a cidade do Rio de Janeiro adotou as medidas para tentar conter o avanço da contaminação pelo novo coronavírus, cidades vizinhas como São Gonçalo e Niterói resolveram aderir também, pela proximidade com a capital.

“Estamos monitorando a situação no município, diariamente, para garantir que a população continue sendo atendida em nossas unidades de saúde, com a oferta de leitos em caso de necessidade. Decidimos adotar as medidas mais restritivas diante do cenário preocupante em vários Estados do País e também levamos em conta os alertas dos especialistas em relação ao avanço do novo coronavírus e suas variantes. É fundamental que a população se conscientize em relação ao distanciamento social, uso de máscaras e de álcool em gel, evitando aglomerações e saindo de casa apenas em caso de necessidade. Não queremos adotar lockdown e, para isso, esperamos que a população faça a sua parte”, destacou o prefeito.

– Bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimento congêneres poderão funcionar no horário de 6h às 18h, limitando o atendimento ao público em 2/3 (dois terços) da sua capacidade de lotação. Lojas de conveniência e similares, como trailer, barraquinhas e quiosques deverão cumprir o mesmo horário, vedada a permanência continuada e a aglomeração de pessoas nesses locais.

– Os shoppings, centros comerciais e galerias poderão funcionar até às 22h, cumprindo as medidas protetivas já em vigor e limitando o público em 2/3 da capacidade total.

– Serão permitidos eventos sociais em ambientes como salões e casas de festas, para eventos de casamentos e aniversários previamente agendados, desde que assegurada a contenção do acesso ao interior do estabelecimento, respeitando-se o limite de 2/3 do limite de capacidade total do local, limitando-se a capacidade máxima de 250 pessoas. Deve-se evitar aglomeração, respeitando a distância mínima de 1,5 (um metro e meio) entre as pessoas, inclusive nas áreas de acesso, bem como sejam adotados os demais protocolos sanitários.

– Fica permitido o serviço de entrega de refeições e lanches, seja por meio de aplicativos de entrega ou por meio de entrega direta (delivery), sem restrição de horário.

– Está mantido o funcionamento de feiras livres que realizem a comercialização de produtos de gênero alimentício e artesanato, exclusivamente para este fim e que tenha papel fundamental no abastecimento local; vedada a comercialização de alimentos para consumo no local, no horário de 6h as 18h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + cinco =