Ruas de Niterói vivenciam mais um dia de corrida eleitoral

Irma Lasmar

Niterói mais uma vez teve um dia de intensa atividade política. A quarta-feira (7) foi de corpo a corpo em vários bairros e interatividade nas redes sociais, principalmente com a participação dos nove postulantes ao Executivo municipal. As três candidatas femininas à Prefeitura cumpriram agendas extensas e apresentaram aos eleitores as suas propostas de gestão para a cidade. Renata Esteves (PMB) percorreu as ruas do Centro, onde conversou com os lojistas, que lhe sugeriram melhorias para o comércio local e ouviram dela boa parte de suas propostas.

Ainda optando por cumprir o isolamento imposto pela pandemia do novo coronavírus, Danielle Bornia (PSTU) interagiu de dia com eleitores nas redes sociais, onde respondeu perguntas e expôs pontos de seu programa de governo, e à noite participou de uma plenária virtual do coletivo Reviravolta da Educação, em que defendeu a necessidade de se lutar contra a retomada das aulas presenciais enquanto não houver vacina eficaz contra a Covid-19 ou enquanto a pandemia persistir. Além disso, expôs a necessidade de a comunidade escolar – composta pelos profissionais de ensino, alunos e seus responsáveis – passar a decidir tudo o que envolve o funcionamento das unidades escolares.

“Reabrir as escolas é matar trabalhadores! Somente quando os trabalhadores estiverem, de fato, no controle da sociedade, é que garantiremos uma escola laica, estatal, gratuita e de qualidade para todos. Só assim teremos a quarentena plena, com garantia de emprego e renda, e a autonomia de que estudantes e profissionais precisam. Defendo 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para o desenvolvimento da educação”, declarou.

Juliana Benício (Novo) visitou o Fonseca, onde conversou com moradores e comerciantes, que abordaram com ela questões como segurança pública e trânsito.

“Um bairro tão importante em Niterói, que reúne perto de 60 mil habitantes, merece muita atenção e cuidado”, expressou ela, que tem projetos para a revitalização do bairro. “Temos estudos para uma via expressa para desafogar a Alameda São Boaventura. É um bairro estrategicamente situado, com boa infraestrutura, que precisa de maior zeladoria em iluminação, sinalização, arborização”.

Juliana Benício

Axel Grael (PDT), que tem o apoio do prefeito Rodrigo Neves, iniciou sua agenda de quarta-feira tomando café da manhã em uma padaria de Camboinhas, onde interagiu com moradores do bairro e destacou os investimentos da Prefeitura na Região Oceânica. Ele reforçou o compromisso em dar continuidade às obras de drenagem e pavimentação locais.

“Fizemos uma gestão histórica, com obras de pavimentação executadas em mais de 200 ruas. Essas intervenções deram fim ao histórico de alagamento em bairros como Cafubá, Boa Vista, Fazendinha e Bairro Peixoto. Vamos dar continuidade a esse trabalho”, prometeu ele, que no restante do dia gravou seu programa para o horário eleitoral na TV e terminou o dia em caminhada pelo Fonseca.

O candidato pelo Partido Social Liberal (PSL), Deuler da Rocha, almoçou com empresários e apoiadores e depois caminhou pelo centro de Niterói, entre a estação das barcas e o terminal rodoviário João Goulart. O prefeitável conversou com eleitores e reafirmou o compromisso de uma das principais plataformas de sua campanha, que foca em reduzir o tempo de deslocamento do niteroiense entre a casa e o trabalho.

“Temos um plano sólido para mudar a mobilidade urbana em Niterói, desenvolvido por especialistas e que vai tirar a cidade deste engarrafamento”, disse Deuler.

Deuler da Rocha

Flávio Serafini (PSOL) assinou duas cartas-compromisso elaboradas por organizações, coletivos e movimentos sociais. A primeira tem como referência um levantamento realizado pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) em todos os estados do Brasil e que identificou 700 iniciativas de programas municipais que contribuem para o desenvolvimento da agroecologia e apoiam a agricultura familiar. A segunda foi um pacto pela alimentação saudável em Niterói, fomentada e promovida pela Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável. Esta entidade é uma coalizão que reúne organizações da sociedade civil, associações, coletivos, movimentos sociais, entidades profissionais e pessoas físicas que defendem o interesse público com o objetivo de desenvolver e fortalecer o Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA). Ele e sua vice Josiane Peçanha também percorreram o Largo do Marrão e o Fonseca, apresentando propostas aos pedestres e lojistas.

Flavio Serafini

Entre reuniões internas para estudo o plano de governo com a equipe, gravação de campanha eleitoral para a TV e “bandeiraço” na estação das barcas no Centro, Allan Lyra (PTC) recebeu em Niterói a visita do lutador de MMA José Aldo. Além do bate-papo, ainda ensaiaram um treino. Do atleta campeão, o prefeitável bolsonarista ouviu sugestões de projetos sociais envolvendo esportes para implantação na cidade.

“Esse grande lutador, que é José Aldo, por quem tenho muita admiração, declarou apoio à nossa candidatura, e já começamos a conversar sobre projetos nas comunidades niteroienses que envolvam os jovens no esporte. Histórias de superação e de trabalho duro precisam se tornar referências para nossa juventude”, defendeu.

Allan Lyra

Felipe Peixoto (PSD) reservou a quarta-feira para a gravação de externas de programas eleitorais na região de Pendotiba. Pela manhã, Felipe interagiu com eleitores do Sapê e do Badu, em pontos como o Morro da Cocada, e encerrou o dia no Largo da Batalha com o vice, o vereador Bruno Lessa (DEM). Após a gravação do programa, Felipe ouviu moradores queixas sobre os problemas da região. Peixoto reafirmou seu compromisso com as comunidades, garantindo que vai promover o projeto Cidade Inteligente, com a finalidade de planejar o desenvolvimento urbano junto à tecnologia, inovação e sustentabilidade. Outra proposta apresentada foi a requalificação de espaços públicos (parques e praças), a criação de equipamentos de lazer e a promoção e investimento em cultura, esporte e segurança.

“Tenho um jeito de fazer política com a participação da sociedade civil. E neste governo não será diferente. Nossa ideia é sempre envolver as comunidades e seus moradores nas decisões, elevando o sentimento de pertencimento”, resumiu.

Felipe Peixoto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − seis =