Roubos de rua despencam em Niterói

Augusto Aguiar –

Os mais recentes dados estatísticos do Instituto de Segurança Pública (ISP), divulgados ontem, indicaram que pelo quarto mês seguido os crimes contra a vida apresentaram queda no Estado, na comparação com o mesmo período do ano passado. Em abril deste ano foram registradas 356 vítimas de homicídios dolosos (com intenção de matar), uma redução de 25% em relação ao mesmo período do ano passado, menor número para o mês nos últimos quatro anos. No levantamento, chamou a atenção o aumento de número de ocorrências de “mortes por intervenção de agentes do Estado” (antigos “autos de resistência”).

Outro destaque foi a denominada Área Integrada de Segurança Pública. A 12ª AISP, que corresponde a Niterói e Maricá, teve a maior diminuição de roubo de rua no Estado. No conjunto (soma de roubos a transeuntes, roubo em coletivo e roubo de aparelho celular) ficou estável em relação a abril do ano passado. Porém, na comparação com março deste ano, a queda foi de 31% e em Niterói, com registros caindo de 541 para 372. São Gonçalo também registrou queda no mesmo período, de 1.013 para 867.

Nos homicídios dolosos, em Niterói essa modalidade de crime apresentou redução de 16 ocorrências em abril de 2018, para cinco, no mês passado. De janeiro a abril de 2018 foram 72 registros contra 50 no mesmo período desse ano. Na cidade vizinha de São Gonçalo, dentro de patamares considerados elevados, também houve indicativo de redução, com 39 casos em abril de 2018 e 26 em abril de 2019. A redução também registrada no primeiro quadrimestre desse ano (janeiro a abril), com 92 ocorrências, contra 128 do mesmo período do ano passado. No estado os crimes de latrocínio (roubos seguidos de morte) registraram queda de 3 vítimas em abril deste ano na comparação com 2018 (11 em 2019 e 14 em 2018). Em Niterói não houve registros de crimes de latrocínios no mês passado, em no mesmo período do ano passado. De janeiro a abril de 2018 e 2019 foram 4 casos (2 em cada quadrimestre). Com relação a “morte por intervenção de agentes do estado (antigo auto de resistência), apresentaram um aumento de 23% em relação a abril de 2018. Segundo o ISP, os números vêm caindo mensalmente desde o começo do ano no Rio. Em janeiro foram 160 mortes, em fevereiro foram 145, em março, 129 mortes e em abril, 124. Em Niterói, os registros passaram de 2 casos para 15, respectivamente em abril de 2018 e no mês passado. Também houve aumento do primeiro quadrimestre de 2018 (12) para o mesmo período de 2019 (47). Em São Gonçalo, no mês passado, foram 13 ocorrências contra 8 em abril de 2018, e de janeiro a abril de 2019 foram 60 ocorrências contra 56 em 2018.

O ISP também apontou redução na incidência de roubos de carga e de veículos no estado. Em abril de 2019, foram 667 cargas foram roubadas no estado, redução de 25% em comparação com 2018. Os roubos de veículos apresentaram uma diminuição de 19% em abril em relação ao mesmo mês de 2018 (3.755 em 2019 e 4.656 em 2018), queda de 25% na comparação trimestral. Em Niterói a queda em abril 2018/2019 foi de 27 ocorrências para 13 e em São Gonçalo, de 192 para 138 casos. No roubo de veículos, Niterói apresentou redução de 236 para 208 em abril (2018/2019) e 550/461 na vizinha São Gonçalo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *